Meditação de Pôr do Sol de 11/11/2016 por Sandra Cordeiro Viotto

Comentários da Lição 7 (4º Trim/2016) por Flavio Reti
11/11/2016
Comentários da Lição 8 (4º Trim/2016) por Flavio Reti
14/11/2016

slide1

DEUS SABE, DEUS OUVE, DEUS VÊ
 
“E tudo o que pedirdes em oração, se crerdes, recebereis.” Mateus 21:22
 
Na década de 80 uma das igrejas mais conhecidas da cidade de Manaus, AM, era a que fica em frente ao Rio Negro, no bairro de Educandos. Meu pai, Raimundo Monteiro, era o tesoureiro quando a congregação de poucos membros resolveu construir um templo para Deus.
 
Ele era um homem muito dedicado às coisas da igreja. Papai buscou ajuda de todos que conhecia. Os irmãos também se mobilizaram como podiam, mas o pouco dinheiro de que dispunham para construir um templo era uma verdadeira prova de fé. As obras começaram e os problemas vieram junto. Parecia que Satanás sabia quão trabalhadora e dedicada na causa do Senhor seria aquela congregação.
 
O projeto era muito ousado para a época e para a condição financeira dos membros que ali frequentavam. Não poderia ser diferente: o terreno estava numa região privilegiada, com uma vista maravilhosa para o rio que banha a cidade de Manaus.
O mais emocionante daquela obra foram os sucessivos milagres durante sua construção. Algumas vezes o material acabava, mesmo com todo planejamento. Meu pai, sempre muito confiante em Deus, não dispensava os trabalhadores. Ao invés disso, convidava os irmãos para orar e rogar por uma solução. E o Senhor nunca decepcionava.
 
Um dia, enquanto trabalhavam, parou um caminhão com materiais de construção em frente à obra. No início, meu pai duvidou e insistiu com o motorista que aquele pedido não havia sido solicitado por ele. O funcionário disse apenas que havia recebido a ordem de deixar o material naquele endereço, e era isso que ia fazer. Após pensar um pouco, papai disse aos irmãos: “Vamos usar. Quando o dono aparecer, nós acertamos com ele”. Mal sabia meu pai que Deus era o verdadeiro dono de todo aquele material.
 
Os milagres se repetiram muitas vezes e até hoje os boletos de cobrança dessas entregas nunca chegaram à igreja. Essas experiências marcaram minha vida de maneira poderosa. Sei que Deus é capaz de fazer coisas impossíveis por nós, Seus filhos. A igreja de Educandos continua em frente ao Rio Negro como um memorial do poder de Deus, e todos os irmãos que oraram por aquela construção e conhecem sua história ficam maravilhados com a intervenção de um Deus que tudo pode.
 
Sarah Monteiro Valente
Professora no IASPinho. Frequenta a igreja do IASP desde 2012

Os comentários estão encerrados.