Comentários da Lição 6 (4º Tri/2015) por Moisés Sanches Jr.
06/11/2015
Meditação de Pôr do Sol de 13/11/2015 por Stela Barbosa Correia da Silva
11/11/2015

Meditação de Pôr do Sol de 06/11/2015 por Suelen Fernandes Knoner

SÁBADO, O DIA QUE PREENCHE

“Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra. Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus. Mateus 5:17-19

Sou natural de São Paulo e com 10 anos meus pais começaram a frequentar a Igreja Assembleia de Deus. Foi aí que comecei a participar e me dedicar às coisas da igreja. Participava de pequenos grupos de louvor, congressos, grupos de oração entre muitas outras programações. Em meio a essa minha jornada, escutava e lia sobre os 10 mandamentos, porém nunca havia entendido o seu real sentido e a importância em minha vida, principalmente o Sábado. Ouvia que este mandamento não devia ser seguido, pois havia sido abolido há muito tempo. Sempre eram explicações vagas, sem aprofundamento na Bíblia e pequenos versos soltos no ar.

O tempo passou e comecei a trabalhar na área de marketing, propaganda e depois como modelo. Comecei a me distanciar da igreja e das suas programações, porém nunca deixei de ter Deus em meu coração e orações. Sempre pedia a Deus que direcionasse a minha vida em um caminho reto e verdadeiro e que um dia colocasse uma pessoa escolhida por Ele para ser o meu marido, namorado, esposo e companheiro.

O tempo foi passando, a correria do dia a dia cada vez pior e já não tinha finais de semana, sempre trabalhando, trabalhando e trabalhando. Um imenso vazio começou a tomar conta de meu ser e de meu coração, em meio a tantas pessoas, tantos jovens, tantos sorrisos, me sentia triste e sozinha. Algo faltava em mim! Sempre que podia, me dirigia a alguma igreja procurando preencher esse vazio, porém nenhuma tentativa foi significante.

Foi quando Deus colocou em minha vida o Kleber. Tivemos uma longa amizade antes de namorarmos. Trabalhos juntos diversas vezes em trabalhos temporários na área de eventos.

Ele já havia sido adventista, porém, só soube quando o acompanhei em uma viagem para casa de sua mãe em Guaratuba, no Paraná.

Ao chegarmos fui muito bem recebida pela sua mãe Maria e seu pai Nelson. Ao se aproximar do horário do pôr do sol de sexta-feira, toda a família do Kleber começou a se reunir na sala e cantar hinos do hinário. Que momento sem explicação! Nunca havia sentido e presenciado aquela alegria e harmonia tão grande. Guardei isso em meu coração. Além disso, a cena do Kleber cantando aquelas lindas canções e o carinho com que tratava sua família não saia de meus pensamentos. Um sentimento nasceu dentro de mim e perguntei a Deus se poderia ser ele o escolhido para estar ao meu lado por toda a minha vida?

Reencontramos-nos novamente depois de um ano e tudo mudou. Tanto eu como o Kleber tínhamos um sentimento muito grande dentro de nós de voltarmos aos caminhos de Deus. Então ele me propôs de juntos estudarmos a Bíblia, crescermos espiritualmente e formamos uma família. Começamos a frequentar um pequeno grupo e sem eu me preocupar com nada Deus foi direcionando tudo. Passei a perder muitos trabalhos devido ao Sábado, mas Deus foi fiel. Em poucas semanas consegui um novo emprego pelo qual eu não precisaria trabalhar mais aos sábados. Além disso, Deus me deu também um casamento maravilhoso e hoje o Kleber é o meu amado e abençoado esposo.

Sou feliz em saber que existe um dia que é só de Deus e que nesse dia renovamos as nossas forças. O Sábado é um refrigério para a minha alma. Meu objetivo é servir de exemplo e trazer muitas pessoas para desfrutarem e conhecerem o verdadeiro significado do Sábado.

Suelen Fernandes Knoner
Esteve pela primeira vez na Igreja do IASP em agosto de 2009. Participou da criação do pequeno grupo “Nada a Ver” em 2009, ativo até o momento. Casou-se em 2011 e no dia 02 de fevereiro de 2013 foi batizada na Igreja do IASP.

Os comentários estão encerrados.