Comentários da Lição 1 (2º Trim/2016) por Guilherme Carrijo, Jeser Castro e Ricardo Dantas
31/03/2016
Comentários da Lição 2 (2º Trim/2016) por Guilherme Carrijo, Jeser Castro e Ricardo Dantas
07/04/2016

Meditação de Pôr do Sol de 01/04/2016 por Enos de Oliveira

O CALOURO DE MEDICINA

“Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens.” Tito 2:11

Eu e Paulo Marques Pinto éramos amigos de infância e estávamos felizes por entrar na mesma Faculdade de Medicina. A fim de preservar nossa fé adventista, combinamos que formaríamos uma república para não ter possíveis influências negativas de colegas da faculdade.

Feito o acordo, alugamos um quarto na cidade de Vassouras, RJ. Para nossa surpresa, no segundo dia de aula, o locador alugou uma vaga do quarto para outro estudante. Conversamos com ele e explicamos que havíamos alugado o quarto para dois e, por questões religiosas, não gostaríamos de dividir o quarto com outro colega. O locador foi irredutível. Disse que não tínhamos contrato firmado e que estava decidido que três estudantes ocupariam o mesmo quarto. No mesmo dia, conhecemos o novo inquilino do quarto, que também era calouro da Faculdade de Medicina de Vassouras, atual Universidade Severino Sombra.

Rapidamente nos tornamos amigos. Passamos a estudar juntos as desafiantes matérias do primeiro ano de medicina e, nos cultos de pôr do sol de sexta-feira, convidávamos nosso colega para participar conosco e estudar a Bíblia. Na cidade não havia Igreja Adventista e nossos cultos de sábado eram realizados no quarto ou em algum lugar junto à natureza. Ele sempre participava conosco e, durante aquele período, os cultos aos sábados e às sextas-feiras à noite se tornaram estudos bíblicos. No decorrer do curso, um departamento acadêmico marcou suas provas para um sábado. Como de costume, eu e Paulo fomos até o professor responsável e conseguimos realizar os exames com antecedência. No culto de pôr do sol da sexta-feira que antecedia o sábado da prova, nosso colega de quarto nos disse que o Espírito Santo havia tocado seu coração e que ele, daquele momento em diante, havia se tornado um adventista do sétimo dia. Glória! Aleluia! Ficamos muito contentes, porém preocupados, pois ele perderia o exame do dia seguinte. Na segunda-feira, o recém-convertido foi até o professor pedir outra prova em virtude de suas novas convicções religiosas. O professor, muito admirado, perguntou-lhe por que ele não havia feito o exame anteriormente com os outros adventistas, e o reprovou na matéria. Essa foi sua primeira provação. Curiosamente, se ele tivesse decidido por conveniência ser um guardador do sábado 24 horas depois, teria evitado a reprovação em umas das matérias da faculdade. Sua fidelidade tem precedentes, como Daniel, na Babilônia, que poderia ter se alimentado da comida do rei, ou José, no Egito, que poderia ter se envolvido com a mulher de Potifar. Faria diferença? Essa resposta será melhor entendida quando estudarmos no Céu sobre os heróis da fé citados em Hebreus 11. São 16 modelos dignos de serem imitados e estão citados não porque foram perfeitos ou eram “superssantos”, mas porque confiaram em Deus e acreditaram em Suas promessas. Eles estavam focalizados no futuro, motivados pela convicção de que as predições do Senhor ocorreriam em breve.

Mesmo diante das provações, o rapaz foi batizado e se formou, tornando-se médico. Ele trabalhou por muitos anos como missionário no Hospital Adventista de Manaus. Casou-se com uma manauara adventista e tiveram duas filhas. Atualmente, ele e médico na cidade de Artur Nogueira, SP, canta no coral e é ancião da igreja. Como nós, o Dr. Orlando Leme da Silva Filho acalenta em seu coração a esperança da gloriosa vinda do nosso Senhor Jesus Cristo, quando a história da redenção se completará. Juntos, poderemos voltar a estudar a medicina e entender mais profundamente a complexidade da vida, bem como de todas as ciências. Poderemos viajar por outros mundos, conhecer seres não caídos e ainda nos aprofundar no conhecimento do grandioso amor de Deus por toda a eternidade.

Maranata! Ora vem, Senhor Jesus!

Enos de Oliveira
Membro da igreja do IASP desde 1986. Foi diretor do Ministério Pessoal, Ministério dos Adolescentes, Ministério da Saúde, Desbravadores, Lar e Família, Mordomia, além de ter participado das construções das igrejas do Jd. Amanda I e Bom Retiro, em Hortolândia. Atualmente é ancião da igreja do IASP.

Os comentários estão encerrados.