Semana de Oração: Como ter um Deus real, que fala comigo – 19 a 26/01/2019
11/01/2019
TV Semana Oração 2019-01
11/01/2019

Meditação de Pôr do Sol 11/01/2019 por Leda Maria Gandra Santos

Gratidão

“Seu meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me acolhererá” (Salmos 27:10)

 

Fui a segunda filha do meu pai e minha mãe, o primeiro filho deles foi meu irmão Egidio. Depois que tiveram a mim, o recomendado era que minha mãe não tivesse mais filhos, pois seria arriscado, mas minha mãe engravidou mais uma vez e quando eu estava com 1 ano e 3 meses de vida, ela foi para o hospital para ter meu irmão e infelizmente minha mãe morreu.

Meu pai ficou viúvo com praticamente 3 bebês. Certo tempo depois, ele se casou novamente na intenção de conceder uma mãe para os filhos. Quando eu tinha nove anos, para minha tristeza e tristeza de meus irmãos, meu querido pai vaio a falecer. Ficamos órfãos de pai e mãe, e agora, o que seria de nós?

Dos 9 aos 17 anos morei com a minha irmã casada, filha de um outro relacionamento do meu pai. Após os 17 anos voltei a morar com minha madrasta. Foi quando conheci o Silvanio. Começamos a namorar e ele não era adventista, convidei a ele para ir a igreja comigo e no primeiro dia que ele foi, o pastor sorteou um livro para as visitas e ele foi sorteado. O livro tinha como título “Juntos para amar”. Logo ele começou a fazer estudos bíblicos com um irmão bem consagrado da nossa igreja e logo se batizou.

Depois disso, fui para o IATAI e estudei lá durante 1 ano. O Silvanio veio para o então IASP e me trouxe para cá. No dia 12 de Janeiro de 1997 nos casamos e no dia 12 de março de 2001 nossa linda filha Joanne Ketlyn nasceu.

Graças a Deus e ao IASP por ter nos acolhido aqui e nos concede muitas bênçãos. Deus é bom e não desampara ninguém e nos abençoa mais do que podemos imaginar. Que Deus possa abençoar a todos nesse dia. Procuremos colocar Deus em 1 lugar na nossa vida sempre. É muito bom ter Deus sempre na vida.

 

Leda Maria Gandra Santos

Os comentários estão encerrados.