Meditação diária de 03/11/2020 por Flávio Reti – Turbina
03/10/2020
Meditação diária de 04/10/2020 por Flávio Reti – Seringa Hipodérmica
04/10/2020

Meditação diária de 03/10/2020 por Flávio Reti – Semicondutores

03 de outubro

Eclesiastes 2:13  “Então, vi eu que a sabedoria é mais excelente do que a estultícia, quanto a luz é mais excelente do que as trevas”

Semicondutores

Para quem não entende nadinha de eletrônica fica difícil entender o que é um semicondutor, mas para quem tem algum rudimento de eletrônica já pode entender bem de que se trata. Resumindo, são materiais usados em componentes eletrônicos sensíveis à temperatura ou estado elétrico muito presente na fabricação de diodos e transistores. Atualmente eles adquiriram o formato de microprocessadores, no formato de nanocircuitos e usados em nanotecnologia. Sabendo explorar a polaridade elétrica de um diodo, por exemplo, ele permite a passagem da corrente em um só sentido ou não permite corrente alguma no sentido inverso. Um transistor vai conduzir ou não dependendo da polaridade aplicada na sua base. Veja só, em 1833 Michael Faraday já descobriu que sulfato de prata diminuía a resistência com a variação da temperatura. Em 1878 David Hughes fazia pesquisas com sulfetos de chumbo, sulfeto de ferro e descobriu, sem a pretensão de descobrir, o princípio semicondutor de alguns materiais. Eu sei que o assunto é árido, não interessa muito para leigos em eletrônica, mas podemos tirar lições de suas propriedades, assim como os pesquisadores tiraram proveito do seu comportamento elétrico. Assim como um transistor conduz ou não conduz dependendo da polarização a sua base, nós, os homens, podemos produzir ou não produzir conteúdo dependendo da instrução recebida em nossa mente. Quando recebemos uma influência positiva, podemos ser grandes profissionais, excelentes cidadãos, bons pais, bons vizinhos, influenciador positivo na sociedade, mas se, ao contrário, recebermos uma educação negativa, podemos ser qualquer coisa nada producente, péssimos profissionais, maus cidadãos, um problema para a família, para os vizinhos, um exemplo negativo para a sociedade. E não precisa de um cientista pesquisador para descobrir isso, como David Hughes descobriu as propriedades dos semicondutores. Qualquer um que nos observa vai notar em nós a qualidade da nossa educação, o comportamento que adotamos, o resultado da vida que levamos. Podemos ter famílias destroçadas, vizinhos azedos conosco, passar a maior parte do tempo desempregados pela nossa ineficiência, viver amargurado culpando o governo, o país, nossos parentes mais próximos. Tudo e todos são culpados, menos a nossa negligência em obter uma boa educação. Além de tudo isso, há ainda nosso preparo para o céu. Mandriões inúteis não poderão lá estar. Nosso comportamento revela a carga educacional que trazemos, assim como um transistor entrega o resultado dependendo da polaridade na sua base. E você, a sua base, que influências está recebendo e que resultados está emitindo?

Os comentários estão encerrados.