Culto de Oração – Série Raízes
25/08/2020
Meditação diária de 27/08/2020 por Flávio Reti – Plástico
27/08/2020

Meditação diária de 26/08/2020 por Flávio Reti – Semeadeira (plantadeira)

26 de agosto

Apoclipse 4:1  “Sobe aqui e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer”

Semeadeira (plantadeira)

Quando se fala em plantar, geralmente a pessoa entende ir ao jardim e plantar um arbusto de flor e apenas isso, uma semente, um rebento, um bulbo e pronto. Mas não é bem assim. A arte de plantar é antiquíssima, porque se plantar, haverá alimento e se não plantar, não haverá o que comer. Desde que Deus sentenciou o homem a comer o seu pão com o suor do seu rosto tem sido assim. Inicialmente a semente era lançado ao solo uma a uma até encher os grandes campos preparados para a semeadura. Depois de muito tempo, só em 1701 Jethro Tull, um agricultor inglês que foi considerado o pai da agricultura científica e que viveu no início da Revolução Industrial, inventou uma plantadeira mecânica que dava aos plantadores a opção de plantar em fileiras, na medida certa, na profundidade certa, mas era uma só plantadeira e só plantava um fileira por vez. Pra quem antes jogava as sementes no chão meio a esmo para crescerem onde caíssem, e por vezes caiam em locais não adequados, em terra não preparada e se perdia a semente, agora tinham a opção de escolher onde plantar e já contavam com alguma técnica de plantio. Com o passar dos anos, a semeadora passou por muitas transformações e de manualmente acionada, passou a ser puxada por animais, burros ou bois, e com rodas que acionavam a abertura por onde caíam as sementes numa distância medida conforme o diâmetro da roda, de maneira que a cada giro a própria máquina deixava cair uma semente ou um punhado delas sincronizadamente com o giro da roda. Com a invenção dos motores a explosão interna, vieram os tratores que agora puxavam as plantadeiras com maior velocidade, liberando os cavalos e bois, e campos maiores podiam ser semeados em muito menos tempo. E não foi só isso, as plantadeiras sofisticaram ainda mais e passaram a contar com vários bicos de plantio, de maneira que agora podiam plantar várias fileiras ao mesmo tempo, um avanço considerável. Isso permitiu aos fazendeiros semear vários alqueires por dia com um único trator e um único funcionário dirigindo o trator. Quando você lê no livro do profeta Daniel as palavras que o anjo lhe disse e olha para as coisas que existem hoje no mundo, não há como negar que as profecias se cumprem e estão se cumprindo à risca. Lá o anjo disse que “a ciência se multiplicaria” (Dan.12:4) e não é o que estamos vendo hoje? Alguém até brincou dizendo que se um dos patriarcas ressuscitasse hoje, ele morreria de susto ao ver o que é o mundo de hoje. Mas, “as coisas que o olho não viu, o ouvido não ouviu, nem subiram ao coração do homem, são as coisas que Deus preparou para os que o amam” (I Cor.2:9).

Os comentários estão encerrados.