Meditação diária de 29/10/2018 por Flávio Reti
29/10/2018
UNASP News 30/10/18
30/10/2018

Meditação diária de 30/10/2018 por Flávio Reti

30 de outubro

O Sagui Imperador (Saguinus imperator)

João 14:6   “…Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”

Já viu ou já pensou em um sagui, um macaquinho portanto, com cara de um guru, com cara de algum sábio chinês? Pois é, esse animal existe e é conhecido como sagui imperador e que se aproxima bem do velho sábio chinês. Mas ele não é chinês, ele é bem brasileiro, pois se encontra nos estados do Acre e da Amazonas. E é um sagui enjoado, ele não anda sozinho, sempre acompanhado de um grupo que pode variar de 3 a 15 parentes dele. Que ele tem garras para subir com facilidade nas árvores nem é preciso falar e seu cardápio inclui tudo. Tudo que você puder pensar desde lagartixas, rãs, passarinhos, ovos, insetos, lesmas, frutas, mel que ele rouba das abelhas, flores, folhas, cascas de árvores, enfim, o que achar pela frente. Fome ele não vai passar. Ele é um animal monogâmico, isto é, só tem um parceiro durante toda a vida e ao nascer é o pai quem carrega o filhote nas costas e nunca a mãe. É uma espécie considerada um tanto estranha por causa de seu bigode, o que o torna diferente de todos os outros tipos de sagui. Dizem que seu nome é uma homenagem ao Imperador Guilherme II, da Alemanha, mas ninguém explica por que. Ele é pequeno, pesa apenas quinhentos gramas, mas os tufos de pelos longos na cara formando seu bigode chegam a medir 26 centímetros e chegam até seus ombros. Se fosse um homem, imagine alguém com um bigode grosso como um chumaço e chegando aos ombros.

Seu período de vida pode chegar no máximo a vinte anos. Muito tempo, se comparado ao ser humano que gira em torno dos setenta anos de vida, muito pouco. Com isso você já percebeu que o homem vive muito pouco tempo aqui nesta terra. Felizmente, Deus prometeu nos salvar e nos acena com a vida eterna, mais uma de suas promessas, de suas dádivas, sustentadas pela sua grande misericórdia e fundamentas no seu imensurável amor. Desde a criação, o homem sempre foi objeto do supremo cuidado de Deus e por isso ele se propôs salvá-lo, mesmo a um custo muito elevado, incalculável, a vida de seu único filho, Jesus. Tudo que você puder pensar sobre o ato de salvação movido pelo próprio Deus é muito pouco quando analisado pelo que significou para Deus. Ele sonhou e criou um homem perfeito, imortal, mas o ingrato homem se afastou de seu criador e deu-lhe as costas obedecendo a voz do acusador que havia sido expulso do céu, o infeliz satanás. O tempo de vida do sagui pode nos ensinar uma grande lição para querer viver a vida eterna.

Os comentários estão encerrados.