Comentários da Lição – 2º Trim/2018
29/03/2018
Meditação diária de 31/03/2018 por Flávio Reti
31/03/2018

Meditação diária de 30/03/2018 por Flávio Reti

30 de março

A Libélula (Aeshna cyanea)

Isaías 35:5 “Então, os olhos dos cegos serão abertos e os ouvidos dos surdos se desimpedirão”

A libélula é um inseto alado muito encontrado nas regiões pantanosas e à beira de lagos e rios. Ela, talvez, seja o animal que mais nome tem na cultura popular. Veja alguns: tira-olhos, libelinha, lavadeira, jacinta, cavalinho-de-judeu, cavalinho-do-diabo, donzelinha, lava-bunda, odonata, macaquinho-de-bambá, pito, ziguezague, canzil e outros mais. Mas seu nome científico tem uma origem mais nobre, vem do latim libellulus, que significa um livrinho, porque suas asas apresentam a semelhança de um livro aberto. Elas põem seus ovos na água e dizem os entendidos que ela passa por 17 metamorfoses até ser uma libélula de verdade e os ciclos podem durar até 5 anos. São animaizinhos exigentes, não pousam em água suja ou alterada quimicamente, poluída. Com isso elas são consideradas ótimos indicadores de limpeza da água. Os olhos das libélulas têm 30.000 facetas, isso mesmo trinta mil, e ela consegue enxergar quase em círculo, 360º dos 380º graus do círculo. Conseguem pairar no ar, conseguem voar para frente e para trás, bem semelhante a um beija-flor. Podem ser pequenas de uns 2 centímetros e podem ser grandes de 19 centímetros e podem voar a uma velocidade de até 80 quilômetros por hora sendo o mais veloz dos insetos e batem suas asas 50 vezes por segundo. São comilonas, alimentam-se de outros insetos e podem comer até 14% do seu peso. Ao final do processo de metamorfoses pelos quais ela passa, fora da água, ela só tem 60 dias de vida, o que daria mais ou menos 10% de toda sua vida. Com tantas qualidades e com tão pouco tempo de vida!
Mas eu fiquei pensando nos seus olhos. Elas enxergam 360 graus ao redor, que espetáculo! Quando comparados com a visão dos homens, que pobreza a nossa! Como dizem por aí, há pessoas que não enxergam um palmo na frente do nariz, quando o mundo criado por um Deus de amor tem tanta coisa bonita para vermos e apreciarmos. A terra ainda está cheia da bondade do Senhor (Sal.33:5; 119:64), nós é que não vemos porque nossa visão é curta. Que tal aproveitar a oportunidade para pedir a Deus, como fez Davi, que abra nossos olhos para vermos as maravilhas da sua lei? As belezas da sua bondade, o esplendor do céu nos aguardando? O que precisamos no momento é de uma visão mais celestial, para vermos além do nosso redor, ver além, mais longe, mais para dentro do céu.

(As imagens e fotos foram extraídas do site https://pixabay.com/pt/photos/ e também do site https://www.zoo.pt/site/animais_lista.php porque são imagens e fotos gratuitas.)

Os comentários estão encerrados.