Meditação diária de 28/07/2018 por Flávio Reti
28/07/2018
Meditação diária de 30/07/2018 por Flávio Reti
30/07/2018

Meditação diária de 29/07/2018 por Flávio Reti

29 de julho

O casuar (Casuarius casuarius)

Marcos 13:33   “Olhai! Vigiai! Porque não sabeis quando chegará o tempo”

Dizem que o casuar é a ave mais terrível do mundo. Ela é originária da Oceania, Norte da Austrália e Nova Guiné. É uma ave de grande porte, chega a 1.8 metros de altura e a 60 quilos de peso. É muito brava e quando se zanga ela ataca de verdade seu oponente. Sua arma são o bico afiadíssimo e as garras que chegam a 12 centímetros, capazes de rasgar o pescoço ou a barriga de uma pessoa. Quando está furiosa, ela não respeita pessoas ou outros animais. Ela é tão estressada que ataca até portas e janelas de vidro porque vê nelas sua própria imagem e acha que é outro casuar que está provocando. O casuar odeia cachorros porque associa aos dingos, uma espécie de cães selvagens que existem na Austrália porque estes as caçam para comer. Semelhante aos cangurus, ele sabe dar chutes pra frente e pra trás. Além do bico e das garras, ele tem uma espécie de capacete ósseo no alto da cabeça parecendo uma meia lua de osso duro. Até se parece um pouco com o avestruz e com as emas brasileiras. Ele não voa e nem precisa, porque não há inimigo que tente enfrentá-lo, se até os cães fogem dele. Se você um dia se encontrar com um casuar, é bom tomar cuidado. Certamente você não desejaria encontrar um casuar sem estar prevenido, porque pode ser o seu fim. Estar alerta e prevenido é a necessidade diante de um animal agressivo. Dizem que “cuidado e caldo de galinha não fazem mal a ninguém”.

Da mesma forma, você não desejaria chegar ao final dos seus dias ou ao fim dos tempos sem estar prevenido, sem estar pronto para se encontrar com Jesus. A única maneira de fazer planos para um evento que pode ocorrer a qualquer tempo é estar preparado em todos os momentos. Você está preparado para a vinda de Jesus? E se ele viesse hoje, o que aconteceria com você?  Não podemos ser apanhados de surpresa, afinal, há muitas advertências e conselhos à beira dos nossos caminhos neste mundo. É como você ficar na plataforma esperando o ônibus e num momento de descuido seu ônibus passa e você fica para trás lamentando sua imprudência de não vigiar a vinda do ônibus o tempo todo. Mas não se trata de ônibus, trata-se da vinda de Jesus, o maior acontecimento jamais anunciado. O casuar serve de lição para a precaução e o preparo.

Os comentários estão encerrados.