Meditação diária de 26/12/2018 por Flávio Reti
26/12/2018
Meditação diária de 28/12/2018 por Flávio Reti
28/12/2018

Meditação diária de 27/12/2018 por Flávio Reti

27 de dezembro

Hirax (Procavia Capensis)

Apocalipse 3:11   “Venho sem demora, guarda o que tens para que ninguém tome a tua coroa”

Corpo de capivara, focinho de cachorro, pelagem de um ratão do banhado, orelhas de um felino, esse é o hirax, que se parece mais com um leão marinho. Ele pode se parecer com um porquinho-da-índia, para um observador casual, mas o observador pode se enganar. Ele já foi denominado de coelho das rochas, mas, segundo os biólogos, ele tem algum relacionamento com elefantes e com leões marinhos. São naturais da África e do Oriente Médio. Como seu nome sugere, eles gostam de viver empoleirados nas pedras e debaixo das quais eles encontram abrigo de seus predadores. Olhando o bando relaxado sobre as pedras, pode-se pensar que é preguiça, mas os Hiraxes gostam de descansar a maior parte de seu tempo, mas isso tem mais a ver com seu sistema de termo regulação do que com letargia ou preguiça. É comum visitantes dos parques coçar a cabeça de um deles e imaginar como pode se relacionar um elefante e um leão marinho com um hirax? Mas quando eles mostram suas longas presas, mais parecidos com presas de elefantes dá para perceber a ligação mais claramente. O macho marca seu território de maneira única, própria dos hiraxes, com uma substância extraída de uma glândula dorsal, nas costas do animal. Ele se esfrega e deixa seu odor e isso garante que cada macho de outros rebanhos saibam onde podem ou não podem se aventurar. Mas os pobres hiraxes alimentam uma lista de predadores com as quais deve tomar cuidado, desde cobras, águias, leopardos e caracarás. Embora o hirax seja mormente herbívoro, ele já foi visto comendo insetos, mas normalmente ele come folhas de uma grande variedade de plantas e gramíneas. Mas ele também tem uma outra surpresa na manga: Ele é um grande trepador em árvores e um grande ginasta nos galhos para fazer sua refeição de folhas, especialmente folhas de árvores cítricas. Eles podem não ganhar medalhas olímpicas, mas são bons ginastas competidores nos galhos. Então, do que um hirax mais gosta? Banhar-se ao sol, seria a resposta mais óbvia. Em média, um hirax passa 90% do seu tempo descansando e onde melhor do que em cima de uma pedra com alguém do bando montando guarda?

Pergunta-se: E nós, o que fazemos com a maior parte de nosso tempo? Deixamos o tempo correr como um hirax em cima das pedras? Não somos um animal irracional e portanto nada justifica malbaratarmos nosso tempo em nada fazer. A vida passa velozmente, o fim de todas as coisas se aproxima, Jesus está voltando e nós não podemos, de forma alguma, perder a oportunidade de uma vida eterna. Vamos ser um pouco mais prudentes, mais conscientes, afinal, temos um céu a ganhar e um inferno a evitar.

Os comentários estão encerrados.