Meditação diária de 25/06/2018 por Flávio Reti
25/06/2018
Encontro de Anciãos – APSO – 24/06/18
26/06/2018

Meditação diária de 26/06/2018 por Flávio Reti

 

26 de junho

O cascudo ( Hypostomus affinis)

Marcos 14:38   “Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”

Cascudo é um peixe um tanto exótico. Não possui escamas, mas possui placas duras que revestem o corpo e também não tem aquele limbo que os demais peixes têm tornando-os escorregadios. A sensação que se tem quando se pega nele é que estamos pegando uma lixa. Os aquaristas gostam muito dos cascudos, porque eles possuem uma boca em forma de ventosa e se fixam no vidro dos aquários para extrair as algas que se formam e assim ajudam a manter limpos os vidros do aquário. Há espécies coloridas de rara beleza que além de limpar, ajudam a enfeitar o aquário. Na cidade do Rio de Janeiro existe um bairro de nome Acari. Pois bem, Acari é um outro nome que se dá aos cascudos. Uma grande curiosidade dos cascudos é que ele não respira apenas por guelras, mas de uma outra maneira e pode ficar fora da água até 30 horas e continuar vivo. Por essas duas características, de ficar vivo fora da água e por ter o corpo recoberto por placas rígidas como osso, alguns biólogos o classificam como uma espécie de lagarto, sendo então um réptil e não um peixe.

Cascudo, na linguagem popular do Português falado no Brasil, é sinônimo de gente mal educada, “casca grossa, como dizem, não educada, não polida. Mas eu fiquei pensando mesmo foi na capacidade do peixe cascudo de ficar fora da água por tão longo tempo. Nesse modo, ele não usa as guelras para respirar, na realidade ele não respira, apenas baixa ao mínimo o metabolismo para sobreviver. Pensei também em alguns cristãos que não oram normalmente. Passam a maior parte do tempo sem fazer sequer uma oração. Ellen White disse que a oração é o respirar da alma e se um indivíduo não ora, ele não respira espiritualmente. “A oração é a respiração da alma. É o segredo do poder espiritual. Nenhum outro meio de graça a pode substituir e a saúde da alma ser conservada. A oração põe a alma em imediato contato com a Fonte da vida e fortalece os nervos e músculos da vida religiosa” (Mensagens aos Jovens, p. 249). O peixe não respira e consegue sobreviver, mas o cristão que não ora não permanece cristão por muito tempo. O resultado certo é a morte espiritual e Deus não criou seus filhos para morrer, mas sim para a vida eterna. Por isso ele nos acena com o céu, com a eternidade, com uma vida plena de prazer para nunca mais morrer.

Os comentários estão encerrados.