Comentários da Lição 08 (3o Trim/2018) por Profª Ana Kelly Ribeiro
24/08/2018
Meditação diária de 26/08/2018 por Flávio Reti
26/08/2018

Meditação diária de 25/08/2018 por Flávio Reti

25 de agosto

A Saúva (Atta cephalotes)

Salmos 59:1   “Livra-me, Deus meu, dos meus inimigos, protege-me daqueles que se levantam contra mim”

Saúva é um tipo de formiga cabeçuda cortadeira. Quando ela chega a um pomar, horta ou qualquer plantação, ela faz um estrado incalculável. Numa noite ela destrói uma lavoura inteira. Ela é endêmica aqui no Brasil. Quando Getúlio Vargas era presidente, ele lançou uma campanha para acabar com as formigas que devastavam os cafezais com o seguinte slogan: OU O BRASIL ACABA COM A SAÚVA OU A SAÚVA ACABA COM O BRASIL. Dizem que a frase foi de autoria de Monteiro Lobato, mas ela aparece no livro Viagem à província de São Paulo, escrito por um francês, Saint Hilaire. Mas não adiantou o empenho de Getúlio, diminuiu, mas não venceu a guerra e elas continuam por aqui. Elas chegaram ao continente Norte-americano como clandestinas em um navio de carga que aportou no Alabama. No momento já infestou as terras cultiváveis dos Americanos, uma vez que não há um predador natural, como temos por aqui, os tamanduás. Quando eu era menino, eu gostava de pegar a saúva e cortar suas antenas só para ver quão desorientada ela ficava sem as antenas. Ela ficava andando em círculo sem saber para que rumo fugir. Talvez os aspecto mais interessante nos hábitos da formiga seja sua capacidade de informar as demais companheiras da colônia do que está acontecendo. Quando elas descobrem um arbusto que serve para alimentar seus pulgões, elas emitem pelo ar uma mensagem química que rapidinho chega aos demais membros da colônia e em pouco tempo todas estão juntas no corte da planta. Antes de alguém poder verificar o que está acontecendo, elas, em número de milhares, já entraram em ação. Meu professor de Português, o prof. Moisés Prates, dizia, em tom de brincadeira, que elas não fazem por maldade, elas entendem que estão trabalhando, nós é que não as entendemos.

Algumas vezes, quando tudo parece dar errado no meu dia-a-dia, eu penso em satanás arregimentando todos os seus anjos maus, como bandos de formigas cortadeiras vindo de todas as direções para nos atacar. Mas se fizermos como Davi, simplesmente elevando o coração a Deus, seremos capazes de enfrentar nossos inimigos, porque sempre será ele quem nos vai libertar. Isso é maravilhoso, tanto que a gente nem sempre entende como, mas “a mão do Senhor não está encolhida para que não possa salvar, nem seu ouvido surdo para que não possa ouvir” (Isaías 59:1).

A maior lição que as formigas nos ensinam é a de diligência. Elas não param, trabalham o tempo todo para o bem do formigueiro em geral. Não é de se admirar que Salomão aconselha: “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, olha para os seus caminhos e sê sábio” (Prov.6:6).

Os comentários estão encerrados.