Premiere de lançamento da Meditação Diária 2019
22/12/2018
Meditação diária de 24/12/2018 por Flávio Reti
24/12/2018

Meditação diária de 23/12/2018 por Flávio Reti

23 de dezembro

Esponja (Hymeniacidon heliophila)

Salmos 105:5   “Lembrai-vos das maravilhas que ele tem feito, dos seus prodígios e dos juízos da sua boca”

De imediato, as esponjas não se parecem com animais, se parecem mais com plantas aquáticas, mas são animais que estão entre os animais mais simples da natureza. Elas não possuem tecido externo, não têm músculos, não têm sistema nervoso e nem órgãos internos e nelas cada célula se alimenta por si mesma. Complicado de se entender, mas sabe-se que existem mais de 15.000 espécies de esponjas encontradas desde a superfície das águas até uma profundidade de 8.000 metros enquanto muitas outras vão sendo descobertas a cada dia. Muitos moluscos, peixes, tartarugas se alimentam de esponjas e por isso muitas espécies delas possuem mecanismos de defesa que são compostos químicos tóxicos aos predadores e podem causar dermatites nas pessoas que têm contato com elas. Na competição pelo espaço, as esponjas usam esses compostos químicos para impedir que outros animais se aproximem delas. Como as esponjas não possuem aparelho digestivo, elas se alimentam pela filtragem das águas retendo os micro organismos, essa capacidade delas é usada para indicar a qualidade da água sendo usada em trabalhos de monitoramento ambiental. Se a água estiver contaminada, elas são as primeiras a sentir ou morrer. Elas também produzem compostos antibióticos, antitumorais e antivirais que estão sendo explorados pela indústria farmacêutica. As esponjas não são aquelas coisinhas maravilhosas que existem na natureza, porque elas não possuem olhos, não têm orelhas, não têm boca e nem cérebro, embora sejam fofinhas e também algumas delas se parecem com aqueles salgadinhos de nome “cheetos” feitos de milho flocado. Muitas pessoas acham que são plantas presas ao recifes de corais que servem para esconderijo de muitos peixes, mas elas são mesmo animais, embora os mais simples do mundo. Existem no Havaí esponjas do mar tão grandes do tamanho de uma van escolar, um micro ônibus, com mais de 3.5 metros de altura e os biólogos marinhos conjecturam que elas devam ter 2.000 anos de vida, embora isso fique no campo da especulação, mas é um verdadeiro animal maior que o maior mamute da terra.

É complicado pensar, mas quando Deus criou os animais e o homem, dotou de inteligência apenas o homem em detrimento dos demais animais. Já pensou se Deus tivesse dado inteligência superior aos animais, ele teria de ter dado também para as esponjas e daí, como ficaria um animal que nem cérebro tem? É mais uma oportunidade de concluir que Deus foi sábio demais ao criar a natureza, os animais e o próprio homem. Ele foi tremendo na sua orquestração do universo e na sua capacidade de projetar.

Os comentários estão encerrados.