10 dias de oração – Dia 01
22/02/2018
10 dias de oração – Dia 02
23/02/2018

Meditação diária de 23/02/2018 por Flávio Reti

23 DE FEVEREIRO

O Frango (Gallus gallus domesticus)

Joel 3:14 “Multidões, multidões no vale da decisão! Porque o dia do Senhor está perto, no vale da decisão”

 

Sempre que se fala em frango já se pensa logo no pobre animal frito, cozido ou assado. Mas vamos entender o animal vivo, seus costumes, sua vida em si. Outra observação é que quando um fulano faz alguma coisa que demonstra falta de juízo, já aparece outro alguém dizendo que fulano tem juízo de galinha. Será por falta de juízo? Faça essa experiência e conclua. Coloque um pedaço de carne por trás de uma tela na frente de um cachorro e você vai ver que ele rapidamente dá a volta e chega até a comida. Coloque um punhado de milho, a comida preferida dos frangos, atrás de uma tela na frente de um frango e vai ver que ele fica batendo a cabeça na tela até sangrar mas não se atina em dar a volta para chegar até a comida. Entendemos frango como filho de galo e de galinha ainda jovem, do sexo masculino e que se for deixado a crescer um dia se tornará em um galo. Vai poder cantar no poleiro e dominar um harém de galinhas no quintal. Mas infelizmente, o pobre do franco tem tido uma vida muito curta. Ele geralmente é criado já destinado à panela. E quando se fala em criar frango, não é criar um frango, é criar milhares deles para consumo alimentar no mundo inteiro. O Brasil é um dos maiores exportadores de frango para o mercado dos países árabes. Milhões de aves são abatidas diariamente nos criadouros denominados granjas para abastecer de carne as mesas do mundo inteiro. O pobre frango recebe tratamento VIP para morrer dentro de 2 a 3 meses de vida apenas. Água fresca e comida farta em forma de ração, vacina e medicamentos para evitar doenças e ele cresce bonito para ser morto em poucos dias de vida. Como uma flor que nasce bonita para murchar no dia seguinte, assim é a vida de um frango.

Você consegue pensar em multidões de pessoas neste mundo vivendo apenas para perder a vida em pouco tempo mais? Vivem só para este mundo, sem qualquer perspectiva de vida futura, longe de Deus e sozinha no mundo. Vivem uma vida mesquinha e passageira fadadas à morte e, no caso das pessoas, à morte eterna. É um cenário muito triste observar multidões no vale da decisão (Jol 3:14) que não se decidem por seguir a Deus, aceitar o sacrifício de Jesus e viver para a eternidade. Assim é a vida dos frangos, criados para morrer. Que pena!

Os comentários estão encerrados.