Meditação diária de 21/10/2018 por Flávio Reti
21/10/2018
TV Contraponto
22/10/2018

Meditação diária de 22/10/2018 por Flávio Reti

22 de outubro

Atobá pardo (Sula leucogaster)

Provérbios 17:24   “O alvo do inteligente é a sabedoria, mas os olhos do insensato estão nas extremidades da terra”

Eu acho que o pobre atobá pardo já nem sabe a quem atender quando se referem a ele pelo nome, porque ele é conhecido popularmente por atobá, toba, mergulhão, mambembo, mumbebo, alcatraz, freira e atobá pardo. É um pássaro até grande, que chega até 80 centímetros e pesa até 2 quilos, o peso de um frangão no supermercado. Sua plumagem beira a cor de café, a barriga é branca e as patas amarelas.  Ele tem fama de grande pescador, porque quando mergulha atrás do peixe não volta vazio, ele é certeiro no mergulho. Lá do alto, a grandes alturas, ele vê o alvo e desce como um fuso, mergulha e traz o peixe. Depois de mergulhar e agarrar o peixe, ele o engole antes de levantar novo voo para procurar outros peixes. Seu mergulho é magistral, porque ele sobe nas alturas, vê a presa e se projeta com tamanha velocidade que mais parece uma flecha penetrando na água.  Mas ele é um pássaro enjoado, e quando está sobre as pedras se secando, ele costuma engraxar as penas com um óleo que sai de uma glândula que ele possui tornando-as impermeáveis. Igual mulher se maquiando para o trabalho. O atobá tem dois problemas sérios para se preocupar: As fragatas que roubam seu alimento e a poluição dos mares, especialmente o derramamento de óleo nos oceanos que empastelam suas penas e contaminam os peixes, seu alimento principal. Seu nome científico é uma palavra latina “sula” que quer dizer “ilha” para lembrar seu hábito de fazer ninhos nas ilhas no meio do mar. A segunda parte do seu nome “leocogaster” vem do grego que significa “estômago branco”, porque ele tem a barriga branca como uma característica dessas aves.

Mergulhar e apanhar peixes é a sua habilidade. Nós também temos nossas habilidades dadas por Deus quando nos criou. Todos nós, ao nascermos, trazemos conosco alguma habilidade nata já gravada no nosso DNA. Pode demorar alguns anos para a pessoa descobrir qual é a sua melhor habilidade, mas quando descobre, ninguém a segura e ela vai em frente tornando-se hábil naquilo. Alguns têm pendores artísticos, outros são bons matemáticos, e outros ainda grande jogadores, corredores, estrategistas. Sucesso ou fracasso não deve ser usado para medir absolutamente uma pessoa, porque ela pode mudar. Thomas Edson, o inventor mais conhecido no mundo foi considerado “muito burro” para aprender alguma coisa, mas o mundo inteiro se beneficia da sua invenção da lâmpada elétrica, inclusive você que está lendo isso agora.

Os comentários estão encerrados.