Inscreva-se como Voluntário na Street Store 2018
21/08/2018
Contraponto – Uma vida atrás das grades
22/08/2018

Meditação diária de 22/08/2018 por Flávio Reti

22 de agosto

O gavião (Caracara plancus)

Lucas 11:39   “Ora, vós, os fariseus, limpais o interior do copo e do prato, mas o vosso interior está cheio de rapina e maldade”

Gaviões, Águias e Falcões que se parecem primos entre si são conhecidos como aves de rapina. É aqui na América Latina onde mais se encontram essas aves rapineiras. Os gaviões costumam pairar no ar quando estão caçando e observando suas presas. As aves de rapina comem desde insetos até répteis, roedores e sapos. Algumas raças maiores podem caçar até macacos e bicho-preguiça. Soltos na natureza, esses aprendem instintivamente a caçar seu alimento. Com o desenvolvimento do país, é comum ver nos acostamentos das estradas alguns gaviões tentando se aproveitar de outros animais mortos pelos carros e caminhões. Esses novos gaviões já desaprenderam a caçar e agora vivem à espera de encontrar algum animal morto na beira das estradas. Eles estão mudando sua natureza de caçadores para aproveitadores. Existe um gavião de nome carcará, ou carancho, que é o mais temido pelos chacareiros e sitiantes, porque eles são sorrateiros e conseguem surrupiar as galinhas e os pintinhos do quintal das casas sem que ninguém veja. Quando o dono se dá por ciente, ele já dizimou todo o galinheiro. Eles conseguem carregar com as garras um peso igual ao seu próprio corpo e voar até um local seguro onde fica rasgando e devorando a presa, geralmente uma outra ave ou alguma galinha gorda de algum quintal. Eles agora deram de morar na cidade. Eles não estão querendo mais a vida do mato, porque na cidade sempre sobra alguma coisa mais fácil do que caçar para sobreviver. Se você imagina um gavião como uma ave grande, com enormes garras, bico encurvado para rasgar a presa, saiba que existe em todo o Brasil um gaviãozinho de nome quiriquiri do tamanho de um pardal, mas ainda assim é um gavião. O quiriquiri não gosta muito de matas fechadas, ele tem predileção por campos abertos, espaços livres para observar seus próximos interesses, alguma outra avezinha descuidada. Ele também se adapta muito bem à vida nas áreas urbanas por causa da comida fácil.

Pequenos ou grandes, eles são gaviões e são predadores de outros animais, logo, não se engane, porque eles podem atacar até nas gaiolas das casas da cidade. Os olhos do gavião pode enxergar 10 vezes mais do que os nossos. Ele é capaz de enxergar carne fresca a 300 metros de distância. As garras de alguns gaviões chega a ter 8 centímetros como facas afiadas e a envergadura das asas chega a 1.5 metros.

A saída para os demais animais é estar sempre em alerta máximo, porque o gavião (satanás) está  pairando no ar por cima das nossas cabeças e pode descer como um raio e atacar os incautos. Pedro pinta o diabo como um leão buscando a quem possa tragar. Satanás é muito mais que um simples gavião, ele ataca pessoas incautas como um leão atacaria. Logo, cuidado, prontidão é a chave do sucesso.

Os comentários estão encerrados.