Dia Mundial do Jovem Adventista – UNASP-HT
19/03/2018
Feiras de Saúde do Dia Jovem Adventista
20/03/2018

Meditação diária de 20/03/2018 por Flávio Reti

20 de Março
A Lagarta (Spodoptera frugiperda)

Provérbios 23:2   “Põe uma faca à tua garganta se fores homem de grande apetite”

Lagarta é o estágio larval da maioria das borboletas antes de construírem seus casulos. São larvas aneladas, segmentadas que posteriormente se tornarão em borboletas ou mariposas ou em algum outro inseto da família lepdoptera. O povo brasileiro prefere falar taturana, especialmente se ela é do tipo que tem uns pelos tóxicos. Basta o contato leve com uma taturana para você ter dores horríveis, náuseas, febre, íngua embaixo nas axilas e um mal estar geral. O local atingido fica dolorido dois ou três dias. Há uma regra meio velada na natureza que todos os animais aprendem rapidamente: Se alguma coisa parece muito bonita, é muito atraente e colorida, provavelmente é perigosa ou tóxica. Assim são as lagartas. As lagartas do “bicho da seda” são inofensivas e úteis, porque toda regra sempre tem exceção. Normalmente as lagartas não peladas e se transformam em borboletas enquanto as espinhudas e peludas são tóxicas e se transformam em mariposas. Para você diferenciar borboleta de mariposa, note o seguinte: As borboletas quando pousam, fecham ou dobram as asas, ao passo que as mariposas quando pousam, não fecham as assas, assim como as moscas. As borboletas põem dezenas e até centenas de ovos sobre as plantas e quando eclodem liberam as larvas que comem intensamente as plantas fazendo um estrago nas plantações de grãos como soja, milho e feijão. Se não for pulverizada com agrotóxicos, a colheita estará perdida em poucos dias, tal é o apetite das lagartas. Como regra geral, as lagartas são verdes por causa das folhas que comem ou pretas para não despertar a atenção de predadores, e quando são coloridas, normalmente são tóxicas e venenosas que podem até matar.

A lição das lagartas vamos tirar do apetite desenfreado porque elas comem de tal modo as plantas deixando apenas as varas. Apetite desenfreado não é só por comida, há muitas outras formas de apetite distorcido. Jesus, falando aos discípulos, aconselhou-os da seguinte maneira: “Olhai por vós mesmos, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez e dos cuidados da vida e aquele dia vos sobrevenha de improviso, como um laço” (Luc.21:34). Entre os romanos havia o péssimo costume de comer até não aguentar mais e em seguida procurar um local para vomitar e depois voltar a comer mais. Assim faziam duas ou três vezes. Era uma seita chamada hedonismo, a de achar que dessa vida só se aproveita o prazer que desfrutamos. A vida não se resume em comer, em satisfazer o apetite. Há muitas coisas boas que nós, os cristãos, podemos fazer aos semelhantes.

Os comentários estão encerrados.