Meditação diária de 19/02/2018 por Flávio Reti
19/02/2018
Projeto 10 Dias de Oração 2018
20/02/2018

Meditação diária de 20/02/2018 por Flávio Reti

20 DE FEVEREIRO

O falcão Peregrino (Falco peregrinus)

Gênesis 13:12 “Habitou Abraão na terra de Canaã e Ló nas cidades da campina e ia armando as suas tendas até Sodoma”

 

Por causa do crescimento na diminuição dos falcões, os ornitólogos (pessoal que estuda aves e pássaros) temem o desaparecimento da espécie se não fizerem alguma coisa urgente. A interferência do homem no habitat natural dessas aves, as encostas e os picos das montanhas, está levando à extinção delas. Dois cientistas de universidades americanas propuseram medidas drásticas e que estão sendo tomadas para a recuperação da espécie. É caçar esses pássaros e soltá-los nas grandes cidades para que eles sintam a semelhança entre prédios altos e os picos e vales das escarpas naturais onde elas vivem. Essa iniciativa tem dado muito certo, especialmente nas cidades do nordeste dos Estados Unidos, porque nas cidades há muitos pombos e muitos pardais, que chegam a ser uma epidemia e precisam ser combatidos. Eles encontraram um problema: Os adultos se dão muito bem na cidade, mas os filhotes não. Na natureza selvagem, quando o filhote deixa o ninho, ele passa alguns dias no chão, andando sem poder voar. Na cidade, o falcão corre o risco de ser pisado pelos transeuntes, ou pego pelos cães de rua. Apesar do problema, os dois cientistas (Dr. Cade e Dr. Bird) acreditam que esta ainda é a melhor opção para a preservação dessa espécie e evitar a extinção do falcão peregrino. Só a universidade Cornell gastou mais de 2 milhões de dólares no projeto.

Tem dado certo, e até bem, para os falcões viverem nas cidades, mas nem sempre dá certo para os crentes viverem nas cidades. É nas grandes cidades que se encontram os maiores problemas para os crentes. Além da poluição sonora, aérea, ali estão os maiores elementos poluidores da alma, das consciências. Ellen White tem escrito muito advertindo sobre a vida na cidade em relação à vida no campo. Seu conselho é deixar, na medida do possível, as grandes cidades e voltar para a vida mais simples na terra. Desde os dias da antiguidade, lembre-se da história de Ló e sua família, as cidades não têm sido o melhor lugar para se viver além de não ser o mais seguro. Certamente as cidades não são o lugar mais indicado para os jovens cristãos começarem a sair do ninho, caminhar pelas ruas e calçadas da vida e exercitar suas asas rumo à liberdade. Nós também somos peregrinos, mas nossa cidade não está no nordeste dos Estados Unidos, ela está no céu onde tudo é mais seguro.

Os comentários estão encerrados.