Meditação diária de 18/03/2018 por Flávio Reti
18/03/2018
Dia Mundial do Jovem Adventista – UNASP-HT
19/03/2018

Meditação diária de 19/03/2018 por Flávio Reti

19 de março
O Kouprey (Bos sauveli)

Mateus 5:16   “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”

O kouprey ou kuprey é uma espécie de bovino selvagem nativa da Indochina. A espécie sobrevive unicamente nas selvas do norte do Camboja, onde se encontra em perigo crítico de extinção. Ele também é conhecido como boi das florestas do Camboja e seu nome significa na língua cambojana “touro da floresta” e se constitui no mamífero muito misterioso. É semelhante a um boi doméstico, porém tem os chifres desfiados, parecendo uma renda ao redor do cerne do chifre e tem também uma longa papada dependurada abaixo do pescoço. Em lugar do cupim, ele tem uma manta de músculo bem grossa se estendendo pelo dorso do animal. Os cambojanos fizeram dele o animal símbolo do Camboja.  Eles vivem em rebanhos de uns 20 cada grupo, pastam durante o dia e se escondem nas florestas quando anoitece. O kouprey é um animal muito arisco e dificilmente é visto e por isso pouco se sabe dele e de seus hábitos de vida. A última vez que foi visto foi nas proximidades da Tailândia, foi em 1988. Deduz-se que apenas uns 300 deles sobrevivam até hoje e mesmo assim longe das vistas das pessoas, sempre alongados no mato. Kouprey, na língua cambojiana, o khmer, significa “touro da floresta”. Ele tem grandes chifres, o que faz dele um animal imponente. Seus chifres podem alcançar até um metro se estendendo para cima e para a frente. Os chifres das fêmeas são menores e crescem para cima de forma espiralada. Depois de três anos de idade, seus chifres começam a se desfiar nas pontas parecendo a barra de um tecido desfiado.

De que vale ser uma animal diferente, bonito, atraente e viver sempre às escondidas nas matas, evitando qualquer aparição aos seres humanos? A maioria do povo cambojano só ouviu falar desse animal, mas nunca o viu, mesmo sabendo que ele existe nas suas florestas nacionais. Não são assim muitos cristãos? Eles sabem que têm uma missão de ir pelo mundo e pregar o evangelho, mas vivem enclausurados nas suas lutas da vida e nunca aparecem para dar um testemunho a respeito de Cristo. O povo do mundo sabe que nalgum lugar existem cristãos genuínos, como os cambojanos sabem que existe o kouprey, mas nunca viram porque eles nunca se apresentam publicamente, vivem alongados dentro de seus costumes, como o kouprey vive alongado nas matas. O conselho de Deus é bem outro: “Levanta-te, resplandece, porque é chegada a tua luz e é nascida sobre ti a glória do Senhor (Is.60:1). É nosso dever sempre brilhar por Jesus.

Os comentários estão encerrados.