Comentários da Lição 11 (1o Trim/2018) por Pr Sérgio Monteiro e amigos
16/03/2018
Livro do Ano 2018 para Jovens – CPB
17/03/2018

Meditação diária de 17/03/2018 por Flávio Reti

17 de Março
O Jaguar (Panthera onca)

Salmos 145:18   “Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos que o invocam de verdade”

Você não está achando que estou falando daquela marca de carros de luxo de uma empresa indiana de nome Tata Motors que fabrica seus carros no Reino Unido? Lógico que não, estou falando do animal de nome jaguar que também é conhecido por onça pintada. É um mamífero carnívoro da família dos felinos, da mesma família dos gatos domésticos, e é o terceiro maior felino do mundo. Só perde para o tigre e para o leão, mas aqui no continente americano, onde não existem tigres e leões, ela é o maior. Esses animais têm a mandíbula tão forte que podem quebrar o casco de uma tartaruga, podem cravar os dentes no pescoço de um boi e derrubá-lo. Os jaguares, as onças pintadas, preferem viver solitários e saem para caçar ao entardecer. Comem carne de outros animais, não importa qual, até de cobras. Elas são temíveis na mata, mas fogem do ser humano e só atacam o ser humano quando seus filhotes estão sendo ameaçados pelos homens. A imagem de uma onça pintada sempre é associada com um símbolo de força. Com o desmatamento irresponsável, as onças estão perdendo seu habitat natural e estão entrando na lista de extinção da espécie. Os filhotes das onças nascem completamente cegos e indefesos e só vão abrir os olhos depois de algumas semanas de nascidos. Exatamente por isso a mamãe onça não deixa seus filhotes sozinhos e os leva juntos para as caçadas até os 2 anos de idade. A palavra jaguar tem sua origem na língua Tupi, falada pelos índios brasileiros, que pronunciavam o nome “ya’wara” cuja tradução é fera. Um jaguar pode ficar até 8 dias sem comer, mas quando come pode engolir até 20 quilos de carne em um único dia.

Sabe em que os jaguares se parecem conosco? Nos filhotes cegos. Nós muitas vezes dizemos que somos filhos de Deus, consideramo-nos filhos de Deus, mas na realidade a maioria de nós não tem uma visão de quem e de como é Deus. Somos, qual filhotes de jaguar, criaturas cegas para enxergar as maravilhas de Deus criadas para nosso deleite e felicidade. E esquecemos também que, como a mamãe jaguar, Deus está sempre por perto disposto a nos atender e nos proteger. Por isso nos aventuramos fora do ninho e entramos para o mundo por nossa conta e risco e no final sempre saímos prejudicados pela vida em si. Precisamos aprender ficar ao lado da proteção, como os filhotes ao lado da mamãe jaguar por 2 anos, até

podermos avançar na vida com segurança. Creia, Deus está sempre por perto disposto a nos acudir.

Os comentários estão encerrados.