Meditação diária de 15/12/2018 por Flávio Reti
15/12/2018
Meditação diária de 17/12/2018 por Flávio Reti
17/12/2018

Meditação diária de 16/12/2018 por Flávio Reti

16 de dezembro

Cão Lhasa (Lhasa apso)

João 15:14   “Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”

Segundo a história, os cães da raça lhasa eram amigos e companheiros dos monges Tibetanos e viviam nos mosteiros budistas dos tempos antigos para servir de cão de guarda porque ele sempre late de forma aguda e alta para alertar seus donos sobre qualquer movimentação estranha, diferente do corriqueiro. Ninguém nega que é um cão muito bonito e era, nos tempos áureos do budismo, considerado uma joia valiosa que muitas vezes servia de presente aos integrantes da corte imperial chinesa. Sua popularidade cresceu cada vez mais através do mundo e hoje essa raça é considerada a raça mais popular e a mais querida dos amantes de cães e colecionadores. O cão da raça lhasa é um cão de pequeno porte, não pesa mais do que 10 quilos, mas sua pelagem extremamente abundante é tão comprida que pode chegar ao chão e necessita de cuidados especiais para permanecer saudável. A expectativa de vida dessa raça é de até vinte anos. Sua orelha é caída e quase invisível no meio dos pelos, a cauda é franjada com fios de pelos longos. Aliás, é a sua pelagem a principal característica que faz dele um cão cobiçado como Pet. É um cão sociável, alegre, carinhoso e se entrosa bem com outros animais da casa e é muito inteligente para aprender comandos e costumes. Ele não é um cão forte e poderoso para impedir a ação de intrusos, mas é especial em avisar o dono sob qualquer barulho diferente porque quando ninguém ainda ouviu ele já dá o alarme. Quando o assunto é cachorro de estimação, os cruzamentos entre eles são tantos que já está ficando difícil enumerar a quantidade de raças e saber os seus nomes. Cães desde alguns gramas até enormes cães que mais se parecem com bezerros estão disponíveis no mercado de pets. Quem conheceu Santiago, capital do Chile, ficou assustado de ver tantos animais de rua soltos pelo centro da cidade, mas não são cachorrinhos, são enormes cachorros que metem medo nos transeuntes enquanto andam livremente pelas ruas do centro de Santiago.

Costumamos dizer que o cão é o melhor amigo do homem e nos esquecemos de pensar em como Deus nos considera. Jesus disse aos seus discípulos que não os chamaria mais de servos, mas de algo mais do que isso, de amigos (João 15:15) porque tudo que ouviu de seu pai lhes deu a conhecer. Se um ser humano sabe amar muito bem um cachorro, Deus sabe muito mais amar seus filhos e deles cuidar com amor e carinho.

Os comentários estão encerrados.