Meditação diária de 10/09/2018 por Flávio Reti
10/09/2018
Meditação diária de 12/09/2018 por Flávio Reti
12/09/2018

Meditação diária de 11/09/2018 por Flávio Reti

11 de setembro

A Seriema (Cariama cristata)

I Samuel 16:7   “…porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem olha o que está diante de seus olhos, porém, o Senhor olha para o coração”

A seriema é uma ave pernalta típica do cerrado e dos campos de pastagens por todo o Brasil. Não é uma ave voadora, embora voe pequenos lances, mas prefere andar e correr pelo chão. Quando menino tive a oportunidade de emparelhar um cavalo com uma seriema e posso dizer que ela corre mais do que o cavalo, até 70 km por hora. Na hora de dormir, ela prefere empoleirar em árvores não muito altas, assim como as galinhas. Quando apanhada ainda nova, elas se tornam aves mansas e convivem bem com as galinhas no quintal e até são preferíveis porque elas apanham ratos e cobras e outros animaizinhos intrusos dos galinheiros, aliás ela não é afeita a comer animais mortos, ela prefere caçá-los. Sua principal característica é o canto estridente e longo que pode ser ouvido de longas distâncias na imensidão do cerrado. Ela possui em cima do nariz, no pé do bico, um chumaço de penas levantadas medindo uns 12 centímetros pelo qual dizem que ela é a única ave que tem bigode. A seriema é protegida pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais) e é proibida sua procriação em cativeiro. A seriema é uma ave que gosta de tomar banho, mas ela prefere banho de poeira, chafurdando-se na terra e depois ficando ao sol refestelando-se. Detesta cachorros, porque estes correm mais do que elas e podem ganhar delas na corrida e apanhá-las simplesmente pelo prazer de matar.

Fiquei pensando no banho da seriema. Ela se esfrega e se sacode na poeira, na terra, e acha que com isso está se limpando, um ledo engano. Ela quando muito pode ter a sensação de que se limpou, mas continua suja ou ainda mais suja de poeira. E que dizer de nós, quando achamos que estamos bem na fita, tudo em ordem, sem defeitos de caráter, quando de fato estamos cheios de pequenos defeitos que comprometem nosso caráter? Por vezes nós estamos insensíveis que não nos achamos do jeito que somos, nós sempre pensamos de nós mais do que realmente somos, nossa visão é defeituosa quando olhamos para nós mesmos. O que precisamos ter é uma visão mais ampliada, uma mente mais aberta para aceitar e reconhecer nossos defeitos que são magnificados pelos de fora e minificados por nós. Certo estava o profeta Isaías quando disse “amplia o lugar da tua tenda e estendam-se as cortinas da tua habitação, não o impeças, alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas”. Ampliar as cordas da nossa sustentação, é isso que precisamos e com a ajuda do Espírito Santo poderemos fazer. Abrir os olhos é um exercício muitas vezes necessário para nós que nos consideramos filhos do Deus altíssimo.

Os comentários estão encerrados.