4ª Palestra do Projeto “Reparando Brechas” – 12/05/18
09/05/2018
Meditação diária de 11/05/2018 por Flávio Reti
11/05/2018

Meditação diária de 10/05/2018 por Flávio Reti

 

10 de maio

A Ratazana ( Rattus norvegicus)

Lucas 22:26   “Mas vós não sereis assim; antes, o maior entre vós seja como o mais novo e quem governa como o que serve”

Uma ratazana não é um ratinho qualquer que cabe na palma da mão, é um rato considerável em tamanho que chega a pesar até um quilo. Os ratos, camundongos e as ratazanas são as maiores pragas que acometem as casas e as empresas devido à sua capacidade de reproduzir com rapidez e ao fato de terem facilidade de se adaptarem ao ambiente. Devido aos cruzamentos entre si, há centenas de espécies de ratos e uma delas é a ratazana, também chamada de cuiara. Todos eles têm uma característica em comum, um par de dentes incisivos que crescem sem parar e exigem que eles estejam sempre roendo alguma coisa. Têm também a perna curta e um rabo maior que o corpo. As ratazanas por onde passam deixam uma substância sebácea impregnada devido a um óleo que existe naturalmente no seu pelo e pelo caminho por onde passam vão fazendo xixi a todo momento, deixando um odor característico de ratos. Gostam de morar em tocas quando são ratos elitizados, porque na maioria das vezes preferem os esgotos por causa de encontrar água fácil.

Ratos existem em todos os lugares e eles são tão ordinários que chegam a ser internacionais porque vivem nos armazéns do cais e pegam carona nos navios graneleiros, assim, facilmente vão para outros países. São ágeis e se esgueiram em qualquer ranhura para se esconderem, além de ser hábeis trepadores. São nadadores também e não têm medo de água. Chegam a subir pelas paredes lisas e fazer ninhos no forro das casas. As ratazanas são tão ousadas que enfrentam os gatos e muitas vezes os põem para correr. Há quem use a palavra ratazana pejorativamente para se referir a uma mulher velha e feia, quando feia mesmo é a ratazana verdadeira. Em alguns países, na China especialmente, a população come as ratazanas como nós comemos frango.

Falando de ratos, as ratazanas são os maiores, mas de que adianta ser o maior entre vários se no conceito humano é uma praga que deve ser evitada a qualquer custo? Assim são algumas pessoas que se acham, segundo o conceito de Deus, muito superiores aos demais, dominadoras e orgulhosas, que todos os demais evitam. Especialmente na sociedade dos salvos não terá lugar para orgulhosos com complexo de “o maior”. Jesus disse que “quem quiser ser o maior, seja o que vos serve”.

Os comentários estão encerrados.