Comentários da Lição 10 (3o Trim/2018) por Profª Ana Kelly Ribeiro
07/09/2018
Meditação diária de 09/09/2018 por Flávio Reti
09/09/2018

Meditação diária de 08/09/2018 por Flávio Reti

08 de setembro

O Berne (Dermatobia hominis)

Salmos 46:10   “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus, sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra”

Um berne nada mais é do que uma larva de uma espécie de mosca que se desenvolve por baixo da pele de um animal, e muitas vezes nas pessoas também. Geralmente o berne é único, é apenas uma larva que se desenvolve no local e não se espalha pelo corpo. A mosca responsável pelo berne só vive durante um dia e para pôr seus ovos ela captura outro tipo de mosca e deposita seus ovos nela. Essa segunda mosca se encarrega de completar o ciclo de vida da mosca do berne pousando em um animal, normalmente cachorro, boi, cabrito, ou uma pessoa. A mosca carregadeira pousa, deixa a larvinha na pele do hospedeiro e a larva fura a pele e penetra para se desenvolver. A larva só cresce e durante uma semana ela já aumentou 8 vezes o seu tamanho, mas continua crescendo durante 40 dias até se transformar numa nova mosca berneira e sair para desovar. O local onde a larva penetra na pele forma um caroço com um orifício por onde a larva respira enquanto ela vai crescendo e formando uma panela que comicha, dói, incomoda porque a larva desenvolve alguns espinhos no corpo. Se nada for feito, um dia a larva vai sair por si mesma e se transformar numa nova mosca berneira e continuar o ciclo. Você acredita que o berne se desenvolve dentro da sua carne? Se não bastasse as muitas bactérias que se desenvolvem dentro do nosso intestino, na nossa boca, mais essa praga na nossa pele, sem falar que carregamos diversos ácaros no couro cabeludo. Conclusão: Temos bichos por dentro e por fora e não se assuste porque somos todos iguais. Você também tem seus bichinhos de estimação no seu corpo.

Como somos ignorantes de nós mesmos! Pelo fato de não vermos achamos que somos limpinhos, mas mal sabemos que somos um zoológico ambulante. Nós não nos conhecemos como achamos que conhecemos. Somos um ilustre desconhecido para nós mesmos. E não é só de bichinhos espalhados pelo corpo que nós não temos conhecimento, há muitas outras coisas a respeito de nós mesmos que ignoramos. Bem por isso Jeremias exclamou: “enganoso é o coração do homem, mais do que todas as coisas, quem o conhecerá” (Jer.17:9)? Felizmente há um Deus no céu que tudo sabe a nosso respeito, ele sabe inclusive quantos fios de cabelo temos na cabeça (Luc.12:7). Nada para ele é oculto, porque ele tem conhecimento dos mundos no espaço e das ínfimas coisas que se passam nesta terra e até dentro de nós. Louvado seja Deus pela sua onisciência.

Os comentários estão encerrados.