Meditação diária de 06/02/2018 por Flávio Reti
06/02/2018
Meditação diária de 08/02/2018 por Flávio Reti
08/02/2018

Meditação diária de 07/02/2018 por Flávio Reti

07 DE FEVEREIRO

Coruja (Athene cunicularia

Provérbios 2:2 “Para fazeres atento à sabedoria os teus ouvidos e para inclinares o teu coração ao entendimento”

 

Numa viagem a Montevideo, uma parente minha descobriu uma loja de souvenires e entrou para ver. Descobriu lá uma infinidade de corujas de todo tipo: de louça, de palha, de pano, de plástico, de metal. No mesmo instante já se lembrou de uma amiga que colecionava corujas e já comprou um punhado delas para trazer para a amiga. A Coruja é um animal que na cultura popular simboliza a sabedoria, a inteligência, o mistério, o misticismo. Por outro lado, por ser ela uma ave de rapina noturna, pode simbolizar mau augúrio, azar, escuridão espiritual, morte, trevas e bruxaria. Pobres das corujas. As simbologias atribuídas a este animal variam bastante de cultura para cultura. Para os aborígenes australianos a coruja representa a alma das mulheres. Muitas pessoas associam a coruja com a morte, o desastre, o azar, que por meio de seu grito ruidoso e seu olhar penetrante, elas avisam que algo de ruim vai acontecer. Mas para algumas culturas antigas a coruja representava o governante da noite, o guardião do submundo e o protetor dos mortos. Para os astecas, a coruja simbolizava o “Deus dos Infernos”. Na Europa, durante a época medieval, as corujas eram consideradas bruxas disfarçadas. Ainda hoje, a coruja é a divindade da morte e guardiã dos cemitérios. Na Mitologia Grega, o símbolo de Atena (deusa da sabedoria e da justiça) era uma coruja. Atena corresponde à deusa Romana Minerva (deusa das artes e da sabedoria), que também era representada por uma coruja. Devido à sua capacidade de ver à noite, a coruja simboliza um oráculo do conhecimento oculto com poder de clarividência. Em outras palavras, enquanto os homens dormem, as corujas desvendam mistérios, pois elas enxergam tudo inclusive à noite. Quanta crendice para um animalzinho só. Coitadinha! Ela vive enclausurada nos buracos, come ratos e insetos, não consegue mexer os olhos e por isso mesmo precisa virar o pescoço quando quer olhar dos lados. Se ela soubesse de tudo isso de que os homens a acusam, elas processariam a humanidade por difamação e preconceito, além de injúria e danos pessoais. Sua capacidade de enxergar à noite é uma grande lição. Tudo pode estar escuro, mas ela mesmo assim vê o que interessa. Se nós tivéssemos a capacidade da coruja também veríamos a escuridão espiritual ao nosso redor e procuraríamos os interesses eternos. Que Deus nos dê a sabedoria e a inteligência da simples coruja para vermos a terra e o céu e

Os comentários estão encerrados.