Ampliação/Novos módulos da Igreja do UNASP Hortolândia – agosto
05/08/2018
Pagamentos não efetuados das Meditações Diárias de 2018
06/08/2018

Meditação diária de 06/08/2018 por Flávio Reti

06 de agosto

A Formiga Rainha (Solenopsis saevissima)

Salmos 133:1   “Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união”

Formiga não é novidade pra ninguém, estamos rodeados por elas e de todos os tamanhos e espécies. E quem já não teve a casa inundada por formigas? Lembra daquela vez que você deixou o bolo em cima da pia, ou da mesa, e no dia seguinte estava repleto de formigas doceiras? Quando sua casa estiver cheia de formigas é porque uma colônia delas se instalou dentro de casa ou por perto com fácil acesso. Assim como as abelhas, uma colônia de formigas não sobrevive sem uma rainha, porque ela é a responsável em botar ovos e manter vivo e sempre crescendo o formigueiro. Se você quiser identificar uma rainha, no meio de tantas formigas do formigueiro, procure uma formiga maior do que as demais e que tenha asas. Se você não conseguir identificar a rainha pelo tamanho e pelas asas, procure bem no centro do formigueiro, porque ela tem a preferência por lugares mais úmidos e mais quentes, afinal, a rainha merece alguns privilégios que as pobres operárias nunca vão ter. Quando você tiver que interagir com um formigueiro, tenha uma certa cautela, porque as formigas tem a tendência de proteger a rainha e podem atacá-lo se perceberem que a rainha corre perigo. Muitas formigas também atacam quando veem sua casa sendo destruída, como as formigas Lava-Pés. Se você for um pouco criativo, é possível criar uma colônia de formigas dentro de um pote de vidro com um pouco de terra. Bastar prender dentro dele uma rainha e algumas formigas operárias, colocar terra úmida e deixar uma saída pequena por onde só passam as operárias. Deixa um pouco de mel ou açúcar para alimentá-las e vai observando o desenvolvimento delas.

Mas, observe a tendência das formigas se aglomerarem em torno de uma rainha, a ponto da colônia não sobreviver sem ela. Assim também nós, não conseguiremos sobreviver sem a presença de Deus na nossa proximidade. Nossa vida será de sucesso quando nos aglomeramos em torno de Deus e nossa sociedade, assim como um formigueiro, vai crescer e sobreviver em meio a este mundo mau. Deus deve fazer parte de nossa vida ou nossa comunidade não subsistirá em lugar algum. Nós não somos formigas, mas precisamos não de uma rainha, mas de um rei que seja nosso líder sempre. Trabalhar e viver em união é o antídoto para muitos males.

Os comentários estão encerrados.