Seven Bikers e Amigos: passeios todos os domingos
04/08/2018
Ampliação/Novos módulos da Igreja do UNASP Hortolândia – agosto
05/08/2018

Meditação diária de 05/08/2018 por Flávio Reti

05 de agosto

O Grilo (Acheta domesticus)

Salmos 13:6   “Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem”

Embora o grilo se pareça muito com o gafanhoto, ele não é um gafanhoto e um gafanhoto não é um grilo. Os grilos tem a cabeça grande, olhos compostos, antenas compridas e pernas traseiras bem mais forte do que os gafanhotos. O grilo sabe cantar por três razoes: para dizer que está no pedaço, para cortejar uma companheira e para afastar os adversários. Normalmente ele faz cri-cri-cri, depois ele intensifica a frequência e passa a ser um zumbido contínuo. Ele consegue produzir som esfregando as patas na base das asas onde há algo semelhante a uma palheta. Dizem que em lugares onde há neve é possível saber a temperatura ambiente contando quando cri-cris o grilo faz em 15 segundos. E a curiosidade das curiosidades, o ouvido do grilo fica no joelho da pata dianteira. Os filhotes do grilo nascem do tamanho de uma pulga e já saem desde o primeiro dia saltando pelos campos e gramados. O grilo pode saltar uma distância 500 vezes mais longa do que seu próprio corpo. E é assim que ele se defende e foge de seus predadores, que são as aves, os répteis e os morcegos. Há uma espécie de mosca que consegue colocar seus ovos grudentos nas costas do grilo e quando as larvas da mosca nascem, elas acabam comendo o pobre grilo que não consegue se livrar delas. Há muita novidade na vida dos grilos. Por terem os olhos compostos, eles conseguem enxergar tudo ao redor. Ah, ia me esquecendo, as fêmeas dos grilos são mudas, elas não sabem estridular e os machos, apesar de terem asas eles não sabem voar. Há também uma série de crendices em torno de um pobre grilo: Na cultura popular, sua presença é símbolo de sorte. Dizem que encontrar um grilo dentro de casa é sinal de dinheiro chegando. Na vida normal de um grilo, ele dura ao redor de um ano. Saiba que existem umas 900 espécies de grilos pelo mundo. A chance de você encontrar um é muito grande.

Mas, o que eu aprendo com ele? Eu aprendo que ele canta em qualquer situação. Ele canta para dizer que está presente, ele canta para atrair uma companheira e canta para afastar adversários. Difícil é entender como ele faz tudo isso cantando. Assim deveria ser a vida do cristão, cantar sempre para se fazer presente, para atrair pessoas e para afastar os inimigos. Saber levar a vida de modo alegre e cantando pode ser um fator de prolongamento da vida. É uma questão de aprendizado, vamos aprender a cantar e viver.

Os comentários estão encerrados.