Comentários da Lição 9 (2o Trim/2018) por Pr Narcizo Liedke
01/06/2018
Meditação diária de 03/06/2018 por Flávio Reti
03/06/2018

Meditação diária de 02/06/2018 por Flávio Reti

02 de junho

A zebra (Equus quagga)

Tiago 5:16   “Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados…”

As zebras são originárias da África e pertencem à mesma família dos cavalos, os equinos. Que é um animal listrado a gente sabe, só não sabemos se ela é branca listrada de preto ou se ela é preta listrada de branco. Embora as zebras se pareçam umas com as outras, elas não são iguais, as listras variam de alguma forma. Curioso que as listras são verticais no corpo e horizontais nas pernas. Tem explicação? Geralmente elas convivem por perto das pessoas, são animais sociais, mas ao contrário dos seus parentes cavalos e burros, elas nunca se deixaram domesticar totalmente. Elas sabem fugir dos predadores, os leões, com muita velocidade e com coices que chegam a quebrar a mandíbula dos felinos.

Talvez, pela dificuldade em se domesticar as zebras e, que nem sempre dá certo, a palavra zebra passou a ter um significado negativo na língua portuguesa. Sempre que dá errado, popularmente se diz que deu zebra. Vai fazer alguma arte e aparece alguém, xi…….iiiii, deu zebra. Fez um jogo e errou a aposta, que azar, deu zebra. A gente que erra e a pobre zebra que é lembrada pelo erro. Outra curiosidade que talvez você não sabe é que em Inglês as faixas de cruzamento nas esquinas, nos semáforos, em frente a escolas e prédios públicos nas ruas são denominadas de “zebra crossing”, por ser feitas em forma de faixas listradas no chão e que relembram as listras das zebras.

Por que será que o ser humano tem essa facilidade de jogar a culpa em alguém ou em alguma coisa, dizendo que “deu zebra”? Desde o Éden, quando Eva foi interpelada porque comeu da fruta proibida e a resposta foi prontinha: a serpente que me enganou. Quando Adão foi questionado, a resposta foi semelhante: a mulher me enganou. E hoje ainda não é diferente, sempre tendemos a se safar sem culpa, porque a culpa, segundo nossos critérios, sempre é de alguém outro e nunca nossa. Nossa bíblia é bem clara: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará, mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (Prov.28:13). Não adianta disfarçar, o dia do juízo vem por aí e naquele dia tudo que estiver encoberto virá à tona e será patente aos olhos de Deus e do universo. Em quem você pensa pôr a culpa pelos pecados de sua vida e de quem você pensa se esconder?

Os comentários estão encerrados.