Meditação diária de 02/12/2018 por Flávio Reti

Perfil adventista é de mulheres, jovens e novos membros
01/12/2018
TV Vendas Meditações de Pôr do Sol 2019
02/12/2018

02 de dezembro

Axolote (Ambystoma mexicanum)

Mateus 19:28   “Ao que lhes disse Jesus: Em verdade vos digo a vós que me seguistes, que na regeneração, quando o filho do homem se assentar no trono da sua glória, sentar-vos-eis também vós sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel”

Também conhecidos como monstros da água, os axolotes são animais muito estranhos. Quando você pensa que se trata de um peixe, fica sabendo que é uma salamandra que vive em ambientes escuros, mas em água doce, e tem três pares de brânquias externas e, por incrível que pareça, com a capacidade se se regenerar quando perde parte de seu corpo, mesmo que seja um membro inteiro. São oriundas e endêmicas no México, medem uns 25 centímetros, portanto uma salamandra grande diante das que você conhece por aqui no Brasil. De longa vida, pois podem viver até 12 anos. Elas põem ovos em cima de pedras ou sobre alguma folha, na água, e dentro de duas semanas as axolotinhas aparecem com mais ou menos um centímetro de comprimento. Ela é muito estudada pela sua capacidade de regeneração porque os cientistas esperam descobrir o mecanismo para aplicar em pessoas que perderam por acidentes ou por amputação partes do corpo, como dedos, mão, pés ou pernas e braços. Ela é muito capturada para comércio e também para alimentação, por mais estranho que pareça, há quem coma a salamandra axolote. Os aquaristas gostam de tê-la no aquário por ser um bichinho exótico, mas cuidado, ele não é muito amistoso com as pessoas. Ele se estressa facilmente com o manuseio e pode morder a mão de quem toca nele. Dentro da água ele não nada, ele anda como se estivesse na terra ou na parede, às vezes flutua como se estivesse andando no ar, mas dentro da água.

Ele é objeto de estudo da medicina regenerativa. Pensando bem, nós também somos objeto não de estudo, mas de esperança de regeneração. Há seis mil anos o homem foi criado e posto no jardim do Éden. Com o advento do pecado ele entrou em degeneração e assim continua até hoje e vai piorar um pouco mais até o fim do mundo. Mas veio Cristo e implementou um plano de regeneração da raça humana. Sabemos que o homem, o ser humano todo, perdeu a perfeição com que fora criado e agora depende grandemente da restauração provida por Cristo para voltar ao seu estado original. Aliás, este é o plano da redenção, levar de volta o homem à perfeição com que fora criado por Deus no início da criação deste mundo. Quando você olha para a axolote, percebe de pronto que ela está longe de ser uma salamandra, dessas que você vê subindo pelas paredes caçando insetos à noite, sob a luz do corredor e também muito longe de ser um peixe dentro da água do aquário. Assim também o ser humano, quando visto sob o olhar de Deus, ele está muito longe de como fora criado, e pra nós a única regeneração é através do poder de Jesus. Mas você e eu ainda temos chance, vamos confiar.

Os comentários estão encerrados.