Meditação diária de 24/10/2019 por Flávio Reti – William James Herschel
24/10/2019
Culto de Adoração (Sábado 26/10/2019)
25/10/2019

Meditação diária de 25/10/2019 por Flávio Reti – William Barclay Bat Masterson

25 de outubro

Efésios 4:22 … a despojar-vos, quanto ao procedimento anterior, do velho homem que se corrompe pelas concupiscências do engano”

William Barclay Bat Masterson

As pessoas mais antigas se lembram desse nome, Bat Masterson” nos filmes e nas músicas populares. Foi uma figura lendária que tinha a ver com os filmes do Farwest, aqueles que contavam a saga dos americanos em busca do ouro das montanhas Rochosas e as lutas com os índios e com os salteadores ao longo do caminho. Willian Barclay nascido em novembro de 1853 foi Grande caçador de búfalos, integrante do exército americano, delegado na fronteira com o México e finalmente colunista e editor de esportes de um jornal local de Nova York. Ele não era americano, porque nasceu em Quebec, no Canadá, de pais Irlandeses. O nome Bat, no meio de seu nome, quer dizer morcego e dizem que foi acrescentado ao nome porque no dia do seu batismo um morcego voava pelo espaço do forro da igreja. Como militar, dar tiros não era novidade e conta-se que seu primeiro tiroteio se deu no Estado do Texas quando armou uma briga por causa de uma namorada. E foi ali no Texas que ele escreveu seu primeiro jornalzinho de nome Vox Populi (nome latino que significa voz do povo) e continuou escrevendo até o fim da sua vida. Ainda no estado do Kansas ele se tornou o Xerife durante alguns anos e depois se deu a jogador de basebol, mas continuou como delegado. Cansado da vida, rumou para Nova York e lá se fez deputado na gestão do presidente Theodore Roosevelt. Delegado, xerife, pistoleiro, jogador, deputado, tanta oportunidade de morrer baleado, mas veio a morrer de um ataque cardíaco em 1921, exatamente no dia 25 de outubro. Seu nome ou seu apelido, Bat Masterson, foi tomado emprestado para uma série de televisão com 108 capítulos produzidos para a rede NBC, como faz a globo aqui no Brasil com suas novelas. A figura chave do seriado era um ator, Gene Barry, vestido galantemente como jogador, usando casaca e um chapéu de coco atolado na cabeça e uma bengala elegante. A música tema do seriado foi traduzida para o Português e fez sucesso aqui também com um cantor de nome Carlos Gonzaga. A letra em Português dizia o seguinte: “No velho West ele nasceu, e entre bravos se criou, seu nome lenda se tornou, Bat masterson. Sempre elegante e cordial, sempre o amigo mais leal, foi da justiça um defensor, Bat Masterson. Em toda canção contava sua justiça e destemor, em toda canção falava de uma bengala e de um grande amor. É o mais honesto dos heróis que o velho Oeste conheceu, fez do seu nome uma canção, Bat Masterson”. Depois de exibido o seriado, uma empresa americana adaptou a série para desenho animado e revista em quadrinhos, aquela velha maneira americana de arrancar dinheiro de todos os jeitos.

Ao criar a lenda em cima do nome de Willian Barclay, a sociedade americana estava tentando reviver as histórias do passado, do tempo da colonização americana. E assim é até hoje com todos os povos, querem preservar o passado. Quando voltamos os olhos para o lado religioso, vemos que não compensa reviver o passado. Temos é que ter consciência do presente para prevenir o futuro, porque o futuro ainda não existe, não sabemos o que vai ser, mas o presente é nosso para fazer com ele o que quisermos. Logo, vamos viver bem, para poder morrer bem, afinal, essa é a nossa oportunidade de vida, vamos vivê-la bem.

Os comentários estão encerrados.