Voluntariado de Férias – Chile – Julho de 2019
23/06/2019
Meditação diária de 25/06/2019 por Flávio Reti – Claudio Besserman Viana
25/06/2019

Meditação diária de 24/06/2019 por Flávio Reti – Kenneth Arnold

24 de junho

Romanos 1:25  “Pois trocaram a verdade de Deus pela mentira e adoraram e serviram à criatura antes que ao criador…”

Kenneth Arnold

Há duas siglas que talvez você conheça bem, uma em Inglês, UFO (Unidentified Flying Object) e a outra em Português, OVNI (Objeto voador não identificado), que têm gerado muita discussão, muitos artigos em revistas e muitos comentários em jornais, mas até hoje nada concretamente esclarecido e nesse emaranhado de contra e a favor, verdade e mentira, um nome surge saliente, o de Kenneth Arnold. Bem, Kenneth foi um aviador e empresário americano e entrou para a história como o primeiro homem a descrever com detalhes a aparição e o avistamento de um objeto voador não identificado. Aconteceu nos Estados Unidos, e Kenneth alega ter avistado não um, mas nove objetos aéreos não comuns que voavam em formação, semelhantes aos patos selvagens quando emigram. Kenneth Arnold era representante comercial de uma empresa que fabricava equipamentos para combater grandes incêndios, especialmente nas fazendas americanas. Posteriormente ele passou a fabricar seu próprio equipamento e a vendê-los em vários estados americanos. Numa entrevista, ele disse que voava em seu monomotor próprio quando avistou objetos semelhantes a discos saltando sobre a água. Os jornalistas, então, já apelidaram os tais objetos de “discos voadores” e deram publicidade até que o termo ficou popular e hoje qualquer um sabe o que significa disco voador. Com toda a divulgação do fato, Kenneth Arnold ganhou publicidade e deu muitas entrevistas. Sem dúvida os dois lados se pronunciaram a respeito, uns que aceitam a existência de extra terrestres visitando a terra e os que negam essa possibilidade, denominando-a como fábula inventada. Comentaristas afirmam que o que Kenneth viu foi um bando de pelicanos voando, para explicar a formação e o comportamento dos objetos voadores que ele afirma ter visto. Dizem que pelicanos voam a 2.500 metros de altitude e que refletem a luz do sol com as asas abertas como se fosse uma placa metálica.

Verdade ou mentira, está aí a discussão. Fato é que a mentira tem asas e voa muito mais rápido do que a verdade, antes que os homens tenham a oportunidade de conhecer a verdade, a mentira já se espalhou e, como dizem, quanto mais se repete a mentira mais ela se parece com a verdade. Pregam tanto a mentira que ela passa a ser aceita como verdade, mas a verdade mesmo onde fica? Fica nas entrelinhas, no rodapé da página, em letras minúsculas enquanto a mentira aparece estampada em letras desenhadas, grandes, na página de frente para ser vista de longe. Ainda bem que diante dos olhos do anjo relator nada passa escondido, camuflado, disfarçado. Ele tem uma página para cada item e no dia certo tudo passará em revista diante do juiz de todo o universo. Se há ou se não há discos voadores com extra terrestres dentro, isso pouco importa, o mais importante é que a verdade seja dita e conhecida de todos os que esperam no Senhor que um dia virá para pôr as coisas em pratos limpos. Está predito que ele virá e isso não depende de mim ou de você, quer você entenda ou não, quer você aceite ou não, a verdade da palavra de Deus sobrepujará todas as mentiras que já foram ditas e cridas neste mundo.

Os comentários estão encerrados.