Acampamento de Verão 2020
22/12/2019
Está disponível a Meditação Diária 2020 da Igreja do UNASP-HT
23/12/2019

Meditação diária de 23/12/2019 por Flávio Reti – Joseph Smith Junior

23 de dezembro

Miqueias 3:11  “Os seus chefes dão a sentença por peitas, os seus sacerdotes ensinam por interesse e os seus profetas advinham por dinheiro…”

Joseph Smith Junior

Para muitos ele foi um profeta, mas o que se sabe com certeza é que ele foi o fundador da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o que hoje conhecemos como mórmons e que tem adeptos quase no mundo inteiro, mas especificamente nos Estados Unidos da América. Ele conta da sua maneira como se tornou um religioso e como se tornou o criador da Igreja, aliás ele se julgava um profeta que recebia comunicação direta de Deus.  Diz ele que aos 14 anos teve sua primeira oração respondida, quando perguntou a Deus “qual é a igreja verdadeira?” Conta que recebeu a resposta numa visão na qual tanto Deus como Jesus o orientaram para não aceitar nenhuma das igrejas existentes, mas que logo uma igreja surgiria semelhante a igreja do tempo de Cristo. Depois, aos 24 anos, ele afirma, que foi chamado como profeta de Deus semelhante a Moisés para servir de instrumento e restaurar a igreja primitiva de Jesus Cristo e recuperar os ensinos de Jesus que foram perdidos. Daí vem uma história mirabolante de que ele encontrou uma placa de ouro que havia sido perdida 600 anos antes de Cristo escrita em caracteres egípcios e que ele traduziu para o Inglês e nela estavam os ensinamentos que formaram o Livro dos Mórmons, sendo ele o seu profeta. Na mente dele, Deus reorganizou sua igreja na terra muito semelhante à que existiu no início com doze apóstolos e um profeta, no caso, ele. Assim, os membros da referida igreja até hoje consideram Joseph Smith um profeta moderno e todos que o sucederam como presidentes da igreja receberam o mesmo nome e a mesma consideração. Os membros também consideram como sagrados os livros que ele escreveu “Doutrina e Convênios” e outro “Pérola de Grande Valor” e julgam que essas “revelações” têm a mesma autoridade da bíblia e do Livro dos Mórmons. Para eles Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre, logo, ele vai chamar profetas hoje e sempre para continuamente ensinar os evangelhos. Com o crescimento da sua igreja, veio a perseguição pelas outras igrejas e ele se obrigou a fugir, primeiro para Kirtland e depois para Nauvoo, em Ohio. Em 6 de abril de 1830 ele organizou oficialmente a igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mas ele foi assassinado juntamente com seu irmão Hyrum, em 27 de junho de 1844, quando uma leva de agressores contra os Mórmons invadiu a cadeia onde estavam presos. Em 2014, a própria igreja publicou uma nota admitindo a poligamia de Joseph Smith que tinha entre 30 e 40 esposas e entre elas uma menina de 14 anos e muitas dessas mulheres eram casadas com membros da igreja e amigos do profeta. Em Nauvoo, Joseph Smith entrou para a Maçonaria tentando aumentar o número de membros. Ele mesmo confirmou essa informação ao dizer “Eu estava na Loja maçônica e fui elevado ao Grau Sublime” (History of the Church, March 15, 1842, vol. 4 Pág. 551,552), mas não foi novidade, porque toda sua família já era maçônica.

Quanta diferença do evangelho puro, deixado por Jesus e expresso na bíblia! Parece-me que o povo tem uma certa fascinação por tudo que cheira absurdo e engenhosidade e se apegam a conversas daquelas “para lagartixa cair da parede”. O Profeta Isaías já disse “Este é o caminho, andai por ele” (Is.30:21), o que mais deveria Isaias dizer?

Os comentários estão encerrados.