Meditação de Pôr do Sol 19/04/2019 por Nidélci Lima Rocha
19/04/2019
Classe Bíblica para Juvenis
20/04/2019

Meditação diária de 20/04/2019 por Flávio Reti – Louis Pasteur

20 de abril

II Timóteo 3:14  “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido”

Louis Pasteur

Conta-se que certo dia Louis Pasteur estava fazendo suas experiências em seu laboratório e se cansou delas porque não saiam como ele esperava. Irritado, pelos resultados negativos, ele lançou mão da pipeta e atirou contra a parede e foi embora para casa decepcionado com o trabalho daquele dia. Ao voltar ao laboratório, no dia seguinte, já refeito da irritação do dia anterior, mal ele entrou e já viu na parede uma mancha escura naquilo que antes era sua experiência. Aproximou uma lupa, levou ao microscópio e descobriu que fungos haviam crescido naquela substância. Diz o resto da história que com aquele fungo, descoberto por acaso, Pasteur chegou à penicilina, um antibiótico que tem salvado muitas vidas e evitado muitas infecções. Se é verdade ou não, deixando de lado a história contada, Louis Pasteur foi um importante cientista no ramo da química e da medicina e suas descobertas tiveram grande importância para a humanidade. Ele está entre os que lutaram pela causa e pela prevenção de doenças. Com ele está a incrível descoberta da primeira vacina contra a raiva reduzindo a mortalidade. Com ele também foi fundamentada a teoria microbiológica de muitas doenças. É dele a invenção fabulosa de evitar que o vinho e o leite se deteriorem e causem doença, porque ele inventou o método de pasteurização, uma lembrança de seu nome. Pasteur faz parceria com Ferdinand Cohn e Robert Kock sendo os três fundadores da microbiologia, basta lembrar do bacilo de Koch, o causador da tuberculose. Pasteur fez muitas outras descobertas no campo da química molecular, não é sem mérito que seu nome aparece em ruas, avenidas e cidades pelo mundo afora. A pessoas assim o mundo deve muita honra e muita gratidão, porque até hoje todo mundo vem se beneficiando de seu trabalho, das suas muitas horas dedicadas ao estudo e à pesquisa. Se hoje existe antibiótico, nós devemos isso a Louis Pasteur. Se hoje bebemos leite pasteurizado, devemos isso a Louis Pasteur. Espanta-nos saber que Pasteur nunca foi um excelente aluno nas escolas por onde passou, tampouco na universidade onde estudou o curso superior. Na adolescência, ele se aproximou da pintura e chegou a fazer vários retratos de pessoas da sua família, mas despertou aos dezenove anos para a carreira científica e nela ficou pelo resto da vida.

Essa mudança de interesse pelo qual passou o jovem Pasteur é um bom indicativo de que as pessoas podem mudar de vida, podem deixar para trás uma vida, talvez, inútil e se aplicar a uma forma de vida mais digna ou mais altruísta. E não é exatamente isto que Deus espera das pessoas? Ele quer nos ver mudados, convertidos, reformados com outros objetivos de vida diferentes do que sempre fomos. Deus tem planos para cada um de nós, pode confiar. E, para facilitar, nós vivemos numa sociedade aberta, qualquer um pode mudar de vida a hora que quiser e puder. E quem não vai querer mudar para melhor? Só um tolo diria que não, e como você não se julga tolo, você também quer mudar de vida, mas isso só é possível pelos méritos de Jesus. Vá a ele e surpreenda-se com tanta beleza que a nova vida lhe oferece.

Os comentários estão encerrados.