Semana de Reflexão Espiritual (11 à 19/10/2019)
14/10/2019
Meditação diária de 16/10/2019 por Flávio Reti – João Carlos de Oliveira
16/10/2019

Meditação diária de 15/10/2019 por Flávio Reti – João Batista Viana Drumond

15 de outubro

Provérbios 12:10  “O justo olha pela vida de seus animais, porém, as entranhas dos ímpios são cruéis”

João Batista Viana Drumond

Por certo você já ouviu falar do jogo do bicho. Então, vai alinhavando aí para saber como ele foi criado e qual a finalidade. Esse João Batista Viana Drumond era um mineiro nascido em Itabira que com vinte anos de idade veio tentar a sorte no Rio de Janeiro. De início, à procura de emprego ele deu tiro pra todo lado até cair no ramo imobiliário onde se deu muito bem. Tornou-se um empresário com ideias abolicionistas e progressistas. Casou-se, mas ficou logo viúvo antes de se tornar figura em destaque no círculo do Imperador D. Pedro II. Sendo íntimo do imperador, ele foi apontado como administrador da Estrada de Ferro D. Pedro II que futuramente veio a se chamar Central do Brasil e com esse cargo ele ganhou o título de Barão de Drumond. Por ser amigo do imperador ele obteve vantagens na compra de terras na Quinta Imperial, hoje chamada de Morro dos Macacos, terras que pertenceram a Princesa Isabel. Certa vez, Drumond visitou Paris e viu por lá a urbanização moderna e quis fazer o mesmo por aqui e se atinou em criar o bairro de Vila Isabel e urbanizar nos moldes que ele viu em Paris, inclusive criando um Boulevard, isso no ano 1872. Como gostasse de animais, ele foi presidente do Jockey Club Brasileiro e reuniu muitos animais de várias espécies, inclusive tinha autorização para importar. Com isso ele resolveu criar o primeiro Jardim Zoológico do Brasil, o Zoo do Rio de Janeiro na vila Princesa Isabel em 1888. Com alguma reviravolta política, a verba para manutenção do Zoológico foi cortada. Para incentivar o público a visitar o Zoo e para conseguir dinheiro para a manutenção, ele colocava um animal qualquer numa gaiola coberta com um pano, pendurava na entrada do Zoo e no final do dia sorteava um valor ao frequentador que acertasse o nome do animal. Parte do dinheiro recebido pelos ingressos ia para o prêmio e parte para os custos do Zoológico e para compra de novos animais. Os bilhetes eram numerados e cada número representava um animal. Esse jogo ficou conhecido como o jogo do bicho, que posteriormente foi proibido, mas ganhou as ruas e se popularizou no Brasil e mesmo considerado uma contravenção, ele existe às escondidas até hoje.

Vendo o homem criar o primeiro zoológico no Brasil, observando sua preocupação com os animais, primeiro sendo diretor do Jóquei lidando com cavalos, depois importando animais para si mesmo e posteriormente sendo fundador de um zoológico, isso deixa perceber nas entrelinhas seu amor pelas criaturas de Deus. Tanto o homem como os animais foram criados pelo mesmo Deus e por isso devem ser cuidados e, se não puder amar os animais, pelo menos respeite-os como criaturas. Deus não poria animais na terra, aos cuidados dos homens, se não houvesse algum objetivo mais elevado do que pastar. Encho-me de admiração pela particularidade de Deus ao criar os animais antes do homem, alguma razão ele tinha para isso. A bíblia deixa claro que haverá animais no céu. O profeta Isaías deixa claro (Is.65:25; 35:9). Podemos também ter cuidado com os animais, por que não?

Os comentários estão encerrados.