Meditação diária de 12/03/2017 por Flávio Reti
12/03/2017
Meditação diária de 14/03/2017 por Flávio Reti
14/03/2017

Meditação diária de 13/03/2017 por Flávio Reti

Dia Mundial do Conservacionismo

“A terra pranteia e se murcha, o mundo enfraquece e se murcha, enfraquecem os mais altos do povo da terra. Na verdade, a terra está contaminada por causa de seus habitantes, porquanto transgridem as leis, mudam os estatutos e quebram o pacto eterno” Isaías 24:4

Aposto que quando você viu esse título, ficou pensando na palavra conservacionismo. É uma teoria? É uma política, é uma religião nova? Nenhum dos títulos acima. É um conjunto de medidas que incluem política pública, técnicas com a finalidade de preservar nosso planeta, para que haja condições de vida e o ser humano possa viver com saúde.

Quando se fala em camada de ozônio que está provocando aquecimento global, quando se fala em maré negra poluindo praias e rios com lama tóxica, quando vamos para o assunto de agrotóxico despejado sem controle sobre campos e hortas, esgoto ainda não tratado em muitas

cidades e vilas, poluição da atmosfera com gases provenientes da chaminés de fábricas e de veículos, agora cai a ficha e a palavra conservacionismo faz sentido.

A bíblia é clara ao dizer que a terra pranteia e se murcha por causa de seus moradores. Pare e pense um pouquinho num item apenas: Não se assuste com o que você vai ler agora, é um assunto feio, mas ajuda entendermos como nossa terra vem sendo tratada. Nós somos só no Brasil, mais de 200 milhões de habitantes. Se cada um produzir por dia meio quilo de fezes e 1 litro de urina, a terra vai receber, só no Brasil e só num dia, 100 milhões de quilos de fezes e 200 milhões de litros de urina. Multiplique isso pela população do mundo todo. Se isso fosse pouco, os homens agravam a situação com agrotóxicos, gases poluentes e uma série de outras substâncias que corroem a terra. Onde isso vai parar? Finalmente tudo recai sobre nossa terra. É um milagre da natureza a terra ainda não estar destruída por completo. Deus deve estar cuidando com algum recurso especial que nós não conhecemos, do contrário a terra já teria desaparecido por completo.

Quando Deus criou Adão e o pôs no jardim do Éden, Ele deu-lhe a incumbência de cuidar do jardim e, por extensão, da terra. Mas o homem se afastou da proposta de Deus e em pouco tempo a terra estava produzindo cardos e espinhos e de lá pra cá só aumentaram os malefícios que o homem causa à sua própria casa, sua morada.

Quando olhamos assim, parece que não vai ser necessário Deus destruir a terra, porque o homem já se encarregou disso há muito tempo. Os homens estão destruindo a terra, pelo menos já começaram.

Nós, que somos cristãos, que compreendemos os propósitos de Deus para nós e para nossa terra, deveríamos ser os primeiros a implementar alguma plano, alguma política de conservação. A beleza está no fato de que a terra, a despeito de todo sofrimento infligido nela, “ainda está cheia da bondade do Senhor” (Sal.33:5). Isso é impressionante!

Da próxima vez que você for descartar alguma coisa (óleo usado, plásticos, cacos de vidro, restos de venenos) pense no dia do conservacionismo e faça diferente. O homem, a bem da verdade, não está conservando nada. Não cuida da sua educação, não cuida da sua saúde, não cuida do seu corpo, não se interessa pela vida espiritual, não tem o mínimo interesse no bem estar dos outros homens, não pensa em conservar princípios de vida, parece um animal no pasto, livre, sem preocupação. Mas ele esquece que um dia Deus vai trazer juízo sobre a terra e ele será incluído

no julgamento divino. Talvez a pergunta seja: O que você fez com a terra que eu lhe dei para sua habitação, por que ela está assim tão arruinada, o que você fez? Pelo contrário, você não fez, não fez nada para evitar a situação. Saiba que haverá punição para os que destroem a terra.

Os comentários estão encerrados.