Meditação diária de 12/02/2017 por Flávio Reti
12/02/2017
Meditação diária de 14/02/2017 por Flávio Reti
14/02/2017

Meditação diária de 13/02/2017 por Flávio Reti

Dia Mundial do Rádio

“Quão formosos sobre os montes são os pés do que anuncia as boas novas, que proclama a paz, que anuncia coisas boas, que proclama a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!” Isaias 52:7

Por certo você já ouviu falar que o inventor do rádio foi o italiano Guglielmo Marconi, em 1890. A tecnologia do rádio foi patenteada em 1901. Nessa época o telégrafo já existia, o telefone já existia e em tudo isso só aparece o nome do italiano. Estamos completando 96 anos desde que em 1920 começaram as transmissões de uma emissora comercial em Saxonburg, na Pensilvânia, USA.

Mas um grupo de gaúchos, contrariando o que todo mundo acredita, que Marconi descobriu o rádio, saiu em defesa de um padre brasileiro de nome Landell de Moura, que segundo relatos, reuniu a imprensa e outras personalidades, na avenida Paulista, em São Paulo e apresentou seu invento. Era um transmissor sem fio que conseguiu transmitir a voz dele a uma distância de oito quilômetros, da avenida Paulista até a vila Matilde. Por ser padre, vinculado a uma igreja, recebeu críticas e elogios. Chamado até de bruxo, diziam até que ele tinha pacto com o diabo e ele não conseguiu registrar e nem patrocínio para seu invento. Viajou para os Estados Unidos, tentando patrocínio de lá, e deu algumas entrevistas aos jornais americanos, mas sem sucesso. Voltou para

o Brasil caiu no silêncio. Campanha já foi feita, atualmente pela internet, tentando reverter o que se considera pelos brasileiros, um erro histórico, mas nem sequer no Brasil Landell de Moura é conhecido, muito menos reconhecido.

Por muitos anos o rádio vem sendo um veículo de propaganda, mais do que um instrumento utilitário. E com o advento da televisão, parece que o rádio, assim como vários outros inventos, está com os dias contados. Mas ainda tem sua importância para anunciar e vender produtos. Através dele Roberto Rabello iniciou, no Brasil, em 23 de setembro de 1943, o programa A Voz da Profecia que alcançava milhares de pessoas. Hoje seu criador no Brasil, Pastor Roberto Rabello, já descansa, mas deixou um legado que só os céus saberão avaliar. Sua dedicação, sua voz, suas dificuldades, seus esforços, limitações de equipamentos e de material, tudo é história ultrapassada e vencida pelo poder de Deus que estava guiando sua igreja no Brasil.

Atualmente a igreja Adventista, no Brasil, conta com mais de 1.5 milhões de membros. A quem atribuir a bênção? A Marconi? A Roberto Rabello? Ou a Deus que nos dá o crescimento? I Coríntios 3:7, “De modo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento” Louvado seja Deus que nos faz crescer individualmente e coletivamente.

Os comentários estão encerrados.