Meditação diária de 10/04/2017 por Flávio Reti
10/04/2017
Comentários da Lição 3 (2o Trim/2017) por Flavio Reti
11/04/2017

Meditação diária de 11/04/2017 por Flávio Reti

Dia do Exército da Salvação

“Levantai ao alto os vossos olhos e vede: Quem criou estas coisas? Foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama todas pelo seu nome por ser ele grande em força e forte em poder, nenhuma faltará” Isaías 40:26

A palavra exército não é nova pra nós, afinal todo país tem um exército que é um grupo de soldados responsáveis pela guarda ou pela segurança de algum aspecto da pátria. Por certo você já ouviu falar também do exército da salvação. Exército da Salvação é o nome que recebeu um movimento nascido de dentro da Igreja Metodista pelo pastor William Booth, em 1865.

O pastor Booth criou um lema que ele chamava de três “S”: primeiro a sopa, depois o sabão e por fim a Salvação. Logo o pastor Booth ficou conhecido como general e sua esposa Catherine conhecida como a mãe do exército. Seus primeiros membros foram retirados de um pub (bar) de Londres, um local de pregação do pastor Booth. Eram eles alcoólatras, viciados e prostitutas que ele converteu ao protestantismo. Na Inglaterra, onde foi criado, o Exército da Salvação sofreu, à medida que crescia, muita pressão, por parte dos donos de bares e tabernas que chegavam a agredir fisicamente os membros do movimento porque estavam perdendo seus clientes. Eles chegaram

a organizar um movimento contrário denominado Skeleton Army (Exército Esqueleto) para perturbar os “salvacionistas”. O movimento desembarcou no Brasil em 1922, no rio de Janeiro

Nosso verso acima também fala de exército, mas de um exército diferente. Ele fala de um exército de estrelas. Desde os primórdios da humanidade os homens têm tentado contar as estrelas.Você já olhou para o céu à noite e se perguntou quantas estrelas existem lá no espaço?

Esta questão tem fascinado cientistas, bem como os filósofos, músicos e sonhadores, ao longo dos tempos. Evidentemente, os astrônomos não passam o tempo descobrindo e contando estrelas. “Seria como contar as folhas de uma árvore ou grãos de areia. Mas eles fazem uma estimativa e chegam a números astronômicos. Existem várias galáxias, e cada galáxia tem milhões de estrelas, logo o número de estrelas alcança a casa dos sestilhões de estrelas, isto é 1 seguido de 21 zeros.

Quando Deus conversava com Abraão e lhe dizia que faria dele uma grande nação, tão numerosa como as estrelas do céu, ele disse o seguinte para Abraão: Olha as estrelas do céu e conta-as se

é que as pode contar. Assim será a tua descendência” (Gen.15:5). O que é mais surpreendente é Isaías afirmar que ele sabe os nomes delas todas. Se ele sabe os nomes dos sestilhões de estrela, não saberá ele seu nome, sua origem, seus problemas, sua vida? Deus está vendo, está ouvindo e está cuidando. Simplesmente confie. “Aprendam a confiar em Deus. Aprendam a ir Àquele que é poderoso para salvar. Contem ao amoroso Salvador exatamente aquilo que necessitam. Aquele que disse: “Deixai vir a Mim os pequeninos e não os impeçais” (Luc. 18:16), não rejeitará as orações de vocês, antes enviará os Seus anjos para guardar e protegê-los dos anjos maus, e para facilitar-lhes a prática do bem. Assim será muito mais fácil do que se tentarem fazê-lo em suas próprias forças. O sentimento de vocês será então sempre este: “Pedirei a Deus que me ajude, e Ele o fará. Realizarei o que é correto em Sua força. Não entristecerei os queridos anjos” (A Verdade sobre os Anjos, p.50). Confiar é um aprendizado, a gente aprende a confiar. E aprender também a não confiar em qualquer um, porque a tendência humana é não confiar em estranhos. Nós só confiamos em quem conhecemos. Logo, devemos conhecer a Deus para que possamos nele confiar. Confiar é com reservas, mas desconfiar é de uma vez. E daí, você confia ou não em Deus?

Os comentários estão encerrados.