Novo Encontro (08/09/2019 às 20h00)
07/09/2019
Indicação de literatura: “Aventura nos Andes e Amazonas”
08/09/2019

Meditação diária de 08/09/2019 por Flávio Reti – Madan Kataria

08 de setembro

Jó 8:21   “ainda de riso te encherá a boca e os teus lábios de louvor”

Madan Kataria

Já virou piada, no Brasil, aquela plaquinha que diz “sorria, você está sendo filmado”. Parece brincadeira, mas existe de fato um dia dedicado ao riso. Foi um médico de nome Madan Kataria, lá na India, em 1995, quem inventou essa. Ele era um médico e como método terapêutico alternativo ele resolveu fundar, imaginem, um clube do riso. Brincadeiras à parte, mas de lá pra cá existem no mundo mais de 800 clubes do riso. Só na Alemanha existem 25 clubes do riso que acabam sendo clubes das risadas porque as pessoas entram e acabam dando gargalhadas.

Faz sentido um médico usar o riso como terapia. Afinal, o riso traz alegria, bom humor e até saúde, sem falar que nos faz mais simpáticos às pessoas. O riso também nos leva a relaxar. Dizem que quando rimos nosso corpo põe em exercício ao redor de 80 músculos. Eu não sei dizer se o riso provoca ou elimina as rugas, mas o riso pode mexer inclusive com o cérebro além de aformosear o rosto. Dizem que agita o corpo todo, cérebro, garganta, coração, a barriga e vai até os pés. Deve ser verdade porque muitas pessoas quando gargalham começam a pular. Victor Hugo, poeta, novelista e dramaturgo francês, disse que “o riso é como o sol. Afugenta o Inverno do rosto humano”. Pablo Neruda, escritor Chileno, Nobel de Literatura em 1971, escreveu um poema intitulado “o riso” que percorre ainda hoje o mundo, mais de 40 anos depois da sua morte. Então, hoje, sorria, não porque você está sendo filmado, não porque você está voltando do cativeiro, não porque o amigo de Jó assim previu, mas porque sorrir faz bem. Em todo comentário acima em nenhum lugar encontrei que o riso faça algum mal. Além de tudo mais, a alegria que nos espera com a breve volta de Jesus batendo às portas, nos faz rir, sorrir e gargalhar. No céu haveremos de viver felizes e lá nunca faltará motivo para um sorriso de alegria. Enquanto estamos aqui, vamos nos lembrando das palavras do livro de Provérbios 15:13 “o coração alegre aformoseia o rosto, mas pela dor do coração o corpo se abate”. Rir faz bem, mas cuidado com o outro extremo

Há pessoas de imaginação doentia, para quem a religião é um tirano, governando-as como com vara de ferro. Essas pessoas estão continuamente lamentando sua depravação e gemendo por um suposto mal. Não há amor em seu coração, têm sempre um semblante carregado. Ficam frias ao inocente riso da juventude ou de quem quer que seja. Consideram toda recreação ou diversão um pecado, e pensam que a mente deve estar constantemente trabalhando no mesmo grau de severa tensão. Isto é um extremo. Outras acham que a mente deve estar de contínuo em tensão para inventar entretenimentos e diversões a fim de obter saúde. Aprendem a depender da estimulação, e ficam desassossegadas quando sem isso. Tais pessoas não são verdadeiros cristãos. Vão ao outro extremo. Os verdadeiros princípios do cristianismo abrem a todos uma fonte de felicidade, cuja altura e profundidade, comprimento e largura são incomensuráveis” (Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 178). Vamos rir mais, está provado que rir faz bem e além do mais temos que mostrar ao mundo que somos cristãos felizes e que temos uma esperança de um dia glorioso pela frente.

Os comentários estão encerrados.