Meditação diária de 07/02/2017 por Flávio Reti
07/02/2017
Meditação diária de 09/02/2017 por Flávio Reti
09/02/2017

Meditação diária de 08/02/2017 por Flávio Reti

Dia do Empreendedor (PE)

“E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade” Lucas 2:3

Sabia que existem decretos que criam um portal para os empreendedores de seus estados?

Não é apenas virtual, mas físico mesmo. O Estado de Pernambuco criou o seu e dedicou o dia oito de fevereiro em sua comemoração. Quem pode se inscrever? Qualquer trabalhador, informal ou não. E tem alguma vantagem se inscrever como empreendedor? Normalmente quem se inscreve são micro empreendedores que querem legalizar seu negócio, seu comércio, sua fabriqueta para ter alguns direitos ou benefícios como auxílio doença, aposentadoria.

Nesse caso, os empreendedores são livres para escolher se cadastrar ou não, vai depender da conveniência de cada um. Ele vai calcular as vantagens e desvantagens para depois decidir, mesmo porque há uma taxa a pagar mensalmente.

Temos na bíblia uma caso de inscrição compulsiva. Está registrada no evangelho de Lucas, capítulo dois, onde narra o nascimento de Jesus. Lucas explica que naqueles dias foi emitido um decreto de Cesar Augusto para que todo o mundo fosse recenseado. Comentários surgem a respeito desse recenseamento: Alguns comentaristas afirmam que Lucas errou ao dizer que “todo mundo” fosse recenseado” porque, na realidade, era apenas para os judeus. Era costume de fazer todos os habitantes de uma terra subjugada, como era o caso de Israel em relação a Roma, se alistar para que a autoridade dominante tivesse controle do número de homens aptos para guerra, ou para controle dos impostos que eram exigidos. Uma outra razão era, dizem os historiadores, uma tensão que havia entre Augusto, o imperador, e Herodes, nos últimos anos de seu governo na Judeia. Talvez, disse Flavio Josefo, historiador judeu, era uma maneira de Augusto manter controle sobre Herodes e sobre o povo.

“Todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. Subiu também José, da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judeia, a cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, a fim de alistar-se com Maria, sua esposa que estava grávida” (Luc.2:3-5). Algo parecido com a convocação para as eleições, no Brasil, quando os eleitores são obrigados a votar na sua própria cidade porque não existe voto em trânsito.

Diferente do chamado de Deus quando ele deixa claro que é voluntário. Isaías foi um profeta que apelou muito ao povo de Israel, assim como Jeremias, mas observe a maneira que ele relata

a convocação de Deus: “vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor… se quiserdes e me ouvirdes, comereis o bem desta terra” (Is. 1:18,19), mas se não quisermos, somos livres para decidir. Esse é o trato de Deus, perfeita liberdade de escolha. Que privilégio ser criado livre para escolher, mas

que responsabilidade para escolher! Deus deseja que alcancemos a norma de perfeição que o dom de Cristo nos tornou possível. Ele nos convida a fazer nossa escolha do direito, para nos ligarmos com os instrumentos celestes, adotarmos princípios que hão de restaurar em nós a imagem divina. Na palavra escrita e no grande livro da natureza, Ele revelou os princípios da vida. Muitos há que se encontram na encruzilhada dos caminhos. Toda influência e impressão recebida determina a escolha do rumo de seu destino nesta vida e na vida por vir. Temos que nos inscrever, registrar nossa opção que vai ficar gravada nos livros de registro do céu. Não existe taxa, nem imposto, a única cobrança é de uma representação exemplar da sociedade celestial na qual estaremos inscritos doravante. Herodes, Césares não existem mais, ninguém nos obriga a se alistar, a se inscrever nessa convocação, mas é para interesse nosso, para desenvolvimento de nosso caráter que devemos estar arrolados na sociedade do céu. Deus tem planos bons para os inscritos, recenseados, que constam na listagem celestial. É apenas uma comparação, inscrever-se como empreendedor e inscrever-se para uma representação de um empreendimento celestial. Você entendeu.

Os comentários estão encerrados.