Meditação diária de 03/06/2019 por Flávio Reti – Fidel Alejandro Castro Ruz
03/06/2019
Programação dos Ex-Alunos 2019
04/06/2019

Meditação diária de 04/06/2019 por Flávio Reti – Karl Marx

04 de junho

I Tessalonicenses 3:2  “Para que sejamos livres dos homens perversos e maus, porque a fé não é de todos”

Karl Marx

Ao mencionar esse nome, a pessoa pensa logo em comunismo, socialismo, mas o tal Karl Marx foi um gênio, apesar dos resultados catastróficos de sua genialidade para a humanidade. Ele era reconhecido primeiramente como sociólogo e revolucionário socialista, mas ele era também filósofo e jornalista. O começo de sua tese partiu de suas conjecturas entre o capital e o trabalho com vistas para a economia. Dentre os livros que publicou, que foram vários, estão O MANIFESTO COMUNISTA e o CAPITAL, dois dos principais que firmaram sua teoria. Seu êxito se deveu em parte ao fato de ter conhecido outro doido de nome Friedrich Engels, um de seus professores na Alemanha, de quem se tornou amigo por longos anos e colaborador. Nasceu na Prússia, estudou na Alemanha e foi exilado para a Inglaterra. Observe bem o que ele pregava: “As sociedades humanas se sustentam através da luta entre as classes”. Ele queria dizer que uma classe social que controla a produção sempre vai estar em conflito com a classe trabalhadora que produz os bens do país e com isso resulta que o Estado existe para proteger os interesses das classes dominantes. Ele enxergava o capitalismo como um gerador de tensões, logo, propunha a criação de outro sistema de governo, o socialismo, onde se todos recebessem igualmente, não haveria tensões. Isso, na mente dele, acabaria com as tensões entre classes, porque todos teriam de tudo de maneira igualitária, era o mesmo que dizer criar uma sociedade sem classes sociais. Com essas conjecturas, ele passou a incentivar as classes operárias a uma revolução para derrubar o capitalismo e promover as mudanças que ele propunha. Bem vindo por alguns, execrado por muitos, ele vem sendo discutido ainda hoje como uma figura influente na história. A partir das suas propostas, muitos intelectuais, muitos sindicatos e muitos partidos políticos no mundo inteiro vieram à existência oriundos das suas ideias que pareciam, na época, adequadas para melhorar o mundo. A família de Karl Marx foi uma família conturbada por viver na pobreza e oprimida pelas circunstâncias dos países por onde passava. Duas de suas filhas se suicidaram depois de adultas, uma com 43 anos e outra com 66 anos. Marx teve a desdita de ser expulso da Alemanha, da Inglaterra, da França e da Bélgica. Com isso ele era declaradamente um apátrida, ninguém queria tê-lo dentro de seu território. Vivia até confortavelmente de renda de seus escritos e de suas publicações. Seu final de vida foi uma profunda depressão e acabou morrendo de bronquite e pleurisia. Foi enterrado em Londres, mas na certidão de óbito consta como apátrida. No seu túmulo ainda consta uma de suas frases: “Proletários de todos os países, uni-vos”. Resumindo, ele viveu para ser um revolucionário em defesa do comunismo e do socialismo e acabou sendo o homem mais odiado pelos governos. Os estudiosos e filósofos discutem sobre o mundo vendo-o de variadas formas e de variados ângulos, mas a proposta de Karl Marx era de mudar o mundo com sua filosofia.

De que aproveitou toda sua inglória luta? O mundo continua metido em lutas de classe, em lutas entre países, ideologias combatendo ideologias, e assim o mundo vai, o mundo vai de mal a pior, não espere melhorias. Só mesmo a volta de Jesus para pôr um fim a esse carcomido mundo de pecados.

Os comentários estão encerrados.