Meditação diária de 03/03/2017 por Flávio Reti
03/03/2017
Comentários da Lição 10 (1o Trim/2017) por Ligado na Videira
04/03/2017

Meditação diária de 04/03/2017 por Flávio Reti

Dia Mundial da Oração

“Orai sem cessar”  I Tessalonisenses 5:17

Conta-se que David Livingstone, um médico missionário escocês, viveu grande parte de sua vida no interior da África. Ele várias vezes cruzou a África de Leste a Oeste. Ficou muitos anos sem dar notícias e já era considerado morto. Um repórter Inglês, de nome Henry Stanley liderou uma expedição bancada pelo jornal New York Herald. David Livingstone foi encontrado às margens do lago Tanganica, na Tansânia, em 1856. A saga de Livingstone e as buscas de Stanley foram publicadas num livro lançado em 1872.

O mais surpreendente é que um dia Livinstone foi encontrado morto, na posição de ajoelhado e, segundo os exploradores, ele morreu enquanto orava.

Ao lermos os evangelhos, fica muito patente que Jesus cultivava uma prática de oração constante na sua vida. Ele se isolava no jardim do Getsêmani ou no monte das Oliveiras e ali orava. Na vida e prática dos apóstolos fica evidente esse costume de Jesus, porque eles perceberam isso nele. Certa ocasião, depois de observar a prática diária de oração na vida de Jesus, eles pediram que Jesus os ensinasse a orar. Aliás, foi fácil Judas encontrar Jesus e o entregar porque sabia que segundo seu costume ele deveria estar no monte orando

Certa vez uma mãe percebeu que seu filho estava sentado num dos cantos da casa, em posição de oração, e recitava o alfabeto a, b, c, d e foi recitando. A mãe preocupada, não entendendo aquilo, se aproximou e lhe perguntou: “Filho, o que está fazendo?” Ao que ele respondeu: “Estou orando, mãe. Você não falou que eu tenho que orar sempre? Então, estou orando, mas como eu não sei

orar direito, eu estou falando as letras pra Deus e pedindo pra ele fazer uma boa oração com essas letras”.

Parece coisa de criança, e de fato é, mas a simplicidade da oração infantil deveria nos ensinar alguma coisa. É coisa de criança, mas há muita fé demonstrada na fala e na simplicidade da oração infantil. Nós, os adultos, com frequência dizemos que não sabemos orar e, então, pedimos para alguém orar por nós, pelas nossas necessidades. Jesus disse que não é falando demais que seremos ouvidos (Mat.6:7) Não é multiplicando palavras que Deus vai nos atender. E também não é necessário usar palavras difíceis, rebuscadas ou fazer oração decorada. A oração deve ser simples, espontânea e de acordo com a necessidade do momento. “Diz a Escritura que os homens devem “orar sempre e nunca desfalecer” (Luc. 18:1); e, se há um tempo em que eles sintam sua necessidade de orar, é quando lhes faltam as forças, e a própria vida lhes parece fugir. Frequentemente os que estão com saúde esquecem as maravilhosas misericórdias a eles feitas continuadamente, dia após dia, ano após ano, e não rendem a Deus tributo e louvor por Seus benefícios. Ao sobrevir a doença, porém, quando tudo falha, Ele é lembrado. Ao faltarem as forças humanas, sentem os homens a necessidade do auxílio divino. E nunca o nosso misericordioso Deus Se afasta da alma que para

Ele em sinceridade se volve em busca de auxílio. Ele é nosso refúgio na enfermidade assim como

na saúde” (Ciência do Bom Viver, p.225). Quando os discípulos pediram para Jesus os ensinar a orar, ele ensinou a oração que conhecemos como a oração do Pai Nosso, mas acrescentou alguns pontos mais: E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos dos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles, porque Deus, o vosso Pai, sabe de que tendes necessidade, antes que lhe peçais. Orar é muito simples. É dialogar com alguém que é o responsável pela nossa vida, que está disposto a nos atender a qualquer hora, desde que façamos de acordo com sua vontade e em nome de Jesus. Deus sempre nos atende se orarmos em nome de Jesus. Você já orou hoje? Aproveite, ainda dá tempo! O conselho de Paulo é “orai sem cessar”.

Os comentários estão encerrados.