Meditação diária de 03/02/2017 por Flávio Reti
03/02/2017
Comentários da Lição 6 (1o Trim/2017) por Ligado na Videira
04/02/2017

Meditação diária de 04/02/2017 por Flávio Reti

Dia Mundial Contra o Câncer

“E as suas palavras alastrarão como gangrena, entre os quais estão Himeneu e Fileto” II Timóteo 2:17

Nos dias dos apóstolos a palavra câncer não era conhecida. E tenho a impressão de que mesmo hoje muitas pessoas desconhecem o que a palavra câncer significa de fato. Na verdade câncer é o nome que se dá atualmente a mais de 100 doenças que têm em comum uma desordem das células provocando um crescimento anormal e que vai se alastrando pelo tecido e para outras regiões do corpo, recebendo daí o nome de metástases.

Geralmente a doença é agressiva e incontrolável pelos medicamentos convencionais e vão se formando tumores que vão se alastrando e o câncer vai ganhando nomes diferentes (carcinoma, sarcoma, leucemia, adenoma, cancro, etc). Dizem que câncer é um nome genérico que abrange mais de cem doenças afins. Se os nomes são tão variados, as causas são muito mais. 80% dos casos estão associados a fatores ambientais. O cigarro, por exemplo, pode causar câncer do pulmão, o excesso de sol pode causar câncer na pele, alguns vírus podem desencadear o câncer na medula, a chamada leucemia. Especula-se muito nessa área de doenças, ainda mais com o advento dos alimentos chamados de transgênicos, com a ingestão de produtos químicos nos alimentos industrializados,

ingestão de agrotóxicos nas frutas e verduras irrigadas, a ingestão de hormônios aplicados aos animais e encontrados na carne. É um mundo de especulação, mas sempre tem alguma verdade por baixo da manga.

Nosso verso acima é único na bíblia com a palavra gangrena e nas traduções mais moderna com a palavra câncer. Está dentro de um aconselhamento que Paulo passa para Timóteo para que evitasse “palavras vãs e contendas”, também “conversas vãs e profanas” de nenhum proveito (II Tim.2:14 – 16). Dois nomes aparecem na reprovação de Paulo: Himeneo e Fileto. E ele dá as causas dessa reprovação: Eles haviam se desviado da verdade dizendo que a ressurreição há havia acontecido e estavam desviando alguns crentes da verdade. Motivo suficiente de preocupação de Paulo.

Sua comparação com gangrena, ou com câncer, é porque poderia alastra-se pelo corpo da igreja e prejudicar a causa do evangelho. Convém lembrar que Paulo começou seu ministério lá pelos anos 36 d.C. quando a igreja apostólica ainda estava nascendo e um desvio de conduta logo de saída levaria a igreja a consequências imprevisíveis, então, era necessário que fosse enérgico ao extirpar a causa assim que surgiu.

Quando olhamos para a história das igrejas, aqui e ali sempre temos uma separação, divisão com prejuízo da comunidade. Já estamos a dois mil anos desde que Cristo instituiu a sua igreja na

terra. Desde lá muitas divisões, chamadas de cisma, têm ocorrido. As igrejas modernas têm dificuldade de manter sua unidade e vão criando divisões, novas placas de igrejas. Católico você tem romano e ortodoxo. Do protestantismo de Lutero você tem Luteranos, anglicanos e Calvinistas. Dos batistas temos Convenção Batista Brasileira, Convenção das Igrejas Batistas Independentes, Comunhão Batista Bíblica Nacional, Igreja Batista Conservadora, Comunidade Batista Cristã. Da Igreja Metodista temos Igreja Metodista Livre, Igreja Metodista Wesleyana, Igreja Wesleyana Unida. Da própria Igreja Adventista temos a Igreja Adventista do 7º Dia, Igreja Adventista Movimento da Reforma, Igreja Adventista da Promessa, Igreja Adventista Brasileira, Igreja Cristã Bíblica Adventista, Igreja de Deus do 7º Dia.

Diga agora se há ou não um câncer instalado no seio das igrejas que está causando separações? Coisas do inimigo! O conselho de Deus é que tenhamos uma só fé, um só batismo e um só Senhor (Efes.4:5). Vamos orar para o Senhor, quando vier, nos encontrar unidos, longe desse câncer que

se alastra em prejuízo da Igreja de Deus. Nossa obra, nossa pregação, depende em grande parte da liderança da igreja. Em nosso esforço para deter o câncer da separação que vem se alastrando entre as igrejas, e de outros males que correm como câncer a igreja de Deus, devemos dar mais atenção às causas desse mal, o crescimento seria cem vezes mais e a igreja seria uma força para o bem. Um rio

deve ser cuidado desde a nascente para que lá na frente ele tenha água pura. Devemos delinear planos para a igreja, novamente como um rio, contornar os problemas que causam separações. Louis Braille soube contornar seu problema.

Os comentários estão encerrados.