Comentários da Lição 1 (2o Trim/2017) por Flavio Reti
31/03/2017
Meditação diária de 02/04/2017 por Flávio Reti
02/04/2017

Meditação diária de 01/04/2017 por Flávio Reti

Dia da Mentira

“Vós tendes por pai o diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele é homicida desde o princípio e nunca se firmou  na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque ele é mentiroso e pai da mentira”  João 8:44

Conta-se a história de um menino que gostava de mentir. Ele e um grupinho de colegas costumavam brincar num rio que passava perto de suas casas. Eles, um dia, firmaram um acordo entre si de que quando algum deles estivesse se afogando, era suficiente levantar a mão e acenar com a mão fora da água e todos os outros iriam socorrer. Trato feito, eles foram para o rio. Esse menino para testar o acordo, fingiu estar se afogando e todos correram para salvar e ele, zombando dos demais, dizia: é mentira! Na segunda vez, ele fez a mesma coisa, na terceira. Certo dia, depois de uma enchente, o rio estava extravasando de cheio, e eles foram nadar. De repente o menino começou a afundar e levantar a mão como era combinado, mas ninguém foi salvá-lo e ele acabou morrendo. No funeral, todos choravam a morte de um menino tão jovem. Um senhor lamentava e chorava dizendo: por que aconteceu isso logo com ele? Um dos garotos, amiguinho dele, disse para o Senhor: É, mas ele mentia tanto!!!

Existem algumas mentiras no mudo que de tanto serem ditas são assumidas como verdade.

Lembro-me de algumas. Todos dizem que Napoleão era baixinho e na verdade não era. Ele media 1.68mts e era mais alto do que o Duque de Wellington, seu amigo. Os Vikings não usavam

capacete com chifres, foi uma invenção de um pintor Sueco. George Washington não foi o primeiro presidente americano, uma comissão o precedeu. Valt Disney nunca desenhou nenhum de seus famosos personagens, porque ele não sabia desenhar.

Nosso mundo se alimenta de mentiras. Nem sempre as mentiras são verbalizadas. As pessoas mentem com um piscar de olhos, com um sacudir de ombros, imitando uma tosse, com um sinal qualquer. “Após a ressurreição de Cristo, os sacerdotes tinham espalhado longe e perto a mentira de que Seu corpo tinha sido roubado pelos discípulos enquanto a guarda romana dormia. Não admira que ficassem descontentes quando ouviram Pedro e João pregar a ressurreição dAquele

que haviam matado. Os saduceus, especialmente, estavam sobremodo alvoroçados. Sentiam que suas mais acariciadas doutrinas estavam em perigo e sua reputação em risco” (Atos dos Apóstolos, p.60). Eram líderes mentindo e pagando para outros mentirem ao subornar os soldados para que dissessem que os discípulos haviam roubado o corpo de Jesus enquanto dormiam.

O que o povo não para pra refletir é que a mentira é do diabo, ele é o pai da mentira. A primeira mentira foi ele quem disse para Eva: “certamente não morrereis”. Paulo é claro ao dizer “Não mintais uns aos outros” (Col.3:9). E João, no Apocalipse, diz mais: “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras e todo o que ama e pratica a mentira” (Apoc.22:15).

No dia de Deus, tudo que os homens fizerem virão à luz. As mentiras também. Por isso, “não mintais uns aos outros”. Os meus olhos procurarão os fiéis da Terra, para que estejam comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá. O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos” (Sal. 101:3-7).

Os comentários estão encerrados.