25/04 – Quando vier a perseguição, para onde você vai fugir?
25/04/2021
Meditação diária 27/04 – Quando você quebra algo, qual é a sua reação?
27/04/2021

Meditação diária 26/04 – Quando foi que você orou pela última vez?

Jó 22:27  “Tu orarás a ele e ele te ouvirá…”

Em 2010 essa pergunta foi feita numa igreja pentecostal e 90 pessoas responderam da seguinte forma: Há algumas horas 57%. Há poucos minutos 19%. Há dois dias 6,7%. Perdi a noção do tempo 5,6%. Eu não sei orar 5,5%. Eu só oro quando é necessário 2,2%. Eu não tenho esse costume 1,1%. Percebe que foram 57% que disseram que oraram há algumas horas, pouco mais da metade dos membros, dentro de uma igreja evangélica composta de pessoas que conhecem a bíblia e por certo já devem ter lido a orientação do apóstolo Paulo quando disse “orai sem cessar” (I Tess. 5:17) onde 100% deveria estar orando sempre e em todas as horas, afinal estavam dentro da igreja e não na rua envolvidos com coisas seculares. Mas a pergunta é direta, é para você e qual é a sua resposta? Mais significativa seria se acrescentarmos na pergunta “a quem você orou?” E quando você ora, você o faz com o coração ou apenas com os lábios? A pergunta é para você e a resposta também é sua, mas acreditamos que poderemos ver milagres através da oração e que seguir orando pode mudar destinos, mudar nosso futuro. Tenho pra mim que Deus é muito capaz de mudar tudo através das orações sinceras que elevamos a ele. Como dizia Davi no Salmos 17:6Eu clamo a ti, ó Deus, pois tu me respondes; inclina para mim os teus ouvidos e ouve a minha oração”. Salmos 17:6. Quando você se dispuser a orar com fé, a tempo e fora de tempo, vai ver que os céus invadirão a vida e tudo que nos rodeia. Orar é dar provas a Deus que o ama, que ama as pessoas, e Deus pode honrar sua sinceridade com respostas inesperadas. Enquanto escrevo vou me lembrando de uma oração feita por David Livingstone, um médico britânico com o desejo de ir para a África como missionário, que orou da seguinte maneira: “Senhor, dá-me a África senão eu morro”. E ele foi para a África, deixou todo o conforto da Inglaterra e foi viver entre os nativos da Tanzânia e lá morreu de febre amarela numa cabana precária no meio da selva. “Em vossos negócios, nas amizades das horas de lazer e na aliança matrimonial, que todas as relações sociais que tiverdes sejam empreendidas com fervorosa e humilde oração. Mostrareis assim que honrais a Deus e Deus vos honrará a vós. Orai quando estiverdes abatidos. Em ocasiões de desânimo, nada digais aos outros; não espalheis sombra no caminho do próximo; mas contai tudo a Jesus”
(CBV, Pag. 513)


Flávio Reti

Os comentários estão encerrados.