Meditação Diária de 11/05/2017 por Flávio Reti
11/05/2017
Meditação Diária de 12/05/2017 por Flávio Reti
12/05/2017

Comentários da Lição 7 (2o Trim/2017) por Flavio Reti

LIÇÃO N.7 – LIDERANÇA QUE SERVE

-Nós temos aqui no UNASP uma igreja forte com muitos líderes e mais de 3.000 membros liderados

-Mas há igrejinhas por aí que padecem por falta de líderes

-Ser líder não quer dizer ter cargo – Quer dizer ser preparado para exercer o ofício

-Um líder precisa ser eficiente, precisa ter uma visão de Deus, entender sua palavra

-Precisa saber contornar os problemas que surgem, saber lidar com os errantes, e saber incentivar

-Ser um líder da igreja de Cristo é alguma coisa desafiadora, exige capacitação, habilidade

-Um líder capacitado sempre vai convocar os crentes a lançar suas ansiedades em Jesus

-Ser um líder precisa ter algumas qualidades, de igual modo os crentes também precisam de qualificações

-Fé, confiança em Jesus, todo crente precisa demonstrar, do contrário não é crente coisa alguma

-Humildade e aceitação são outras características dos verdadeiros crentes

-Conheci em São Paulo um ancião que interrompia sermão para dar lição no pregador em público

-Pedro tinha que ser habilidoso porque sua igreja estava enfrentando perseguição

-Em seus dias a igreja vivia um momento difícil, mal aceita, mal recebida e além disso perseguida

-Sobre ele ainda pesava a ordem de Jesus: “Apascenta as minhas ovelhas”

-Uma igreja para ser forte precisa de liderança forte, competente, preparada, dedicada

-E os crentes dessa igreja precisam de humildade para aceitar a liderança de Cristo

 

DOMINGO – ANCIÃOS NA IGREJA PRIMITIVA

-Toda organização (escola, igreja, empresa) é o que seus líderes são

-Os líderes é que imprimem a cara da organização diante do mundo, seja uma empresa ou uma igreja

-E as nações são o que são porque tiveram os líderes que tiveram (Pense no Brasil)

-Uma organização entra em crise se seu diretor for incompetente em lidar com as crises

-Uma igreja entra em crise se seu pastor e seus auxiliares não forem competentes

-Quando um líder é autocrático, ele destrói a organização da igreja e desestabiliza a ordem

-Outros da mesma índole se unem a ele e pronto, está formado um grupo de destruidores

-Agora pense em Jesus que veio para servir e não para ser servido, não para dominar, impor condições

-Sabe, quem se propõe reformar os outros deve primeiro reformar a si mesmo

-Esse mundo e tudo que nele há se resume num grão de areia no universo, ou menos ainda

-Dominar por aqui é nada, é uma insignificância que não compensa sequer desejar

-Nos dias de Pedro havia muita discriminação na igreja (gregos, judeus convertidos, escravos, povão)

-Muitos de todas as classes estavam se convertendo e precisavam de orientação segura

-O bem da comunidade dos crentes era, no momento, a coisa mais importante a cuidar

 

SEGUNDA – OS ANCIÃOS

-Tanto Pedro quanto Paulo têm conselhos para os líderes, os anciãos e os diáconos

-A seguir os que os líderes judeus faziam, os líderes de Cristo tinham muito a aprender e a evitar

-Não deveriam querer a preeminência, ser visto pelos homens, orar nas esquinas

-Os anciãos deveriam ser verdadeiros pastores do rebanho, tratar os demais como ovelhas do rebanho

-Eles deveriam trabalhar com disposição, com altruísmo, não sob compulsão, ou por obrigação

-Pedro começa dizendo que ele mesmo era um companheiro, co-obreiro da causa, não dono da causa

-Pedro poderia se impor como grande, ele havia convertido 5.000 num só dia

-A igreja que tinha apenas 120 membros de um dia para outro passou para 5.120 membros

-Desde o início da organização da igreja o método foi democrático, reunia-se o colegiado

-O voto dos apóstolos valia tanto quanto dos membros, dos diáconos. Não havia um mais que os demais

-Isso é bom saber porque a estrutura organizacional de nossa igreja ainda hoje ainda é daqueles tempos

-O sistema de comissão escolhida nas assembleias, nas igrejas, nas comunidades é que elegem

-Mas se o líder for autoritário, ele põe a perder todo sistema que Cristo inaugurou

-O método era “Quem quiser ser o maior, seja este o que vos serve”

-Não deveriam ter domínio sobre a herança de Deus, mas servir de exemplo ao rebanho (5:1)

-O que se requer de um ancião é praticamente o mesmo que se requer de um pastor ordenado

-No histórico de Israel, os maus líderes sempre desnortearam a nação inteira

 

TERÇA – LIDERANÇA SERVIDORA (Que serve)

-A liderança pode ser envolvente – inclui a todos e distribui atribuições a cada um dos liderados

-Ou pode ser autocrática – aquela que detém o poder e a autoridade sobre os demais, impositora

-Se há uma igreja democrata, a nossa igreja serve de modelo

-Na igreja de Deus os princípios do Reino de Deus funcionam sob os pilares do governo celeste

-Lá, todos são completamente livres, mas todos são conscientes da lei do amor

-Lá, no reino de Deus, todos têm vontade de ser bons uns com os outros, porque todos se amam

-Lá a disposição do seres inteligentes é servir, nunca dominar ou explorar

-Então, não necessitam de um constituição para os governar, basta um mandamento, o do amor

-O próprio Deus é amor, é aquilo que seu governo também é e todos seus súditos são confiáveis

-Agora pare e pense na melhor das democracias que você conhece nesta terra fora da nossa igreja

-A distância entre a democracia do governo de Deus e a outra é quilométrica

-É uma democracia tão obtusa que já aprovaram o casamento gay

-É tão estúpida que já descriminalizaram a maconha e outras drogas nocivas

-Aqui na terra, o que parece tão bom, a democracia, não é tão bom assim

-Sem discutir muito, a liderança de Deus é a que ainda serve sem querer ser servida

 

QUARTA – REVESTIDOS DE HUMILDADE

-O próprio Jesus é chamado por Deus de “O meu servo” (Is.53:11, 13)

-Na sociedade que Pedro vivia, humildade estava associada com pobreza, escravo, posição social

-No judaísmo e no Cristianismo, humildade estava associada com atitude de servir, ser útil, prestativo

-No mundo, o conceito de humildade é negativo, é inferiorizado, humilhado, destituído de valor

-No reino de Deus, a humildade é um requisito indispensável, caracterizado pelo serviço desinteressado

-O que se vê na vida prática deste mundo é o desejo de impor, dominar, manipular, humilhar, explorar, levar vantagem, competir, querer ser o primeiro, ter status, ser elogiado

Um bom exemplo dessa humildade são os políticos que não perdem oportunidade de se elogiarem

-Ou elogiar sua legenda como os mais preocupados com o bem do povo. E tem quem acredita

-Eu não sou a pessoa adequada para falar de humildade porque eu mesmo careço dela

-Jesus disse: “Aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração” (Mat.11:29)

-Isto dizia ele para os que já haviam aceitado ser seus discípulos, já tinham noção do se tratava

– Mahatma Gandhi, o líder de pés descalços da Índia disse o seguinte: “O dinheiro faz homens ricos, o conhecimento faz homens sábios e a humildade faz grandes homens”

-Ellen White comenta o seguinte: “A mente deve ser educada a demorar-se nas coisas celestiais. A humildade virá como resultado de discernir a beleza de Jesus Cristo. Demorando-nos nas excelências do caráter de Cristo, cultivaremos as virtudes que há em Jesus, para que possamos refletir sobre os outros uma representação de Seu caráter. Quando olhamos para a cruz do Calvário, não exaltaremos o próprio eu, mas nos lembraremos constantemente de nossa indignidade e de quanto nossa salvação custou ao Céu; discerniremos o incomparável amor de Cristo” (Este dia com DEUS, MM 1980, 259)

 

QUINTA – COMO UM LEÃO QUE RUGE

-Enquanto você tem um líder humilde como Cristo querendo salvar a todos para glorificar a Deus

-Você tem um líder rebelde, astuto e sutil, querendo matar a todos para desonrar a Deus

-Pedro o pinta como um leão bramando ao redor procurando a quem devorar

-Existe uma luta que vai dentro de nós de fazer a vontade de Cristo

-Mas somos assaltados pelo inimigo, que não dá trégua, ao longo do caminho

-Esta luta vai se intensificando com a proximidade da vinda de Cristo

-Mas a maior batalha, do Armagedon, sob a sexta praga, ainda está pela frente, a angústia de Jacó

-Ela será um enfeixamento, um afunilamento, para levar os ímpios à sua perdição final

-Mas ela será também o selamento de todos os santos para a colheita final

-Ao final da batalha vira a sétima praga e então a volta de Jesus e seremos salvos para sempre

-É por esse motivo que satanás anda às voltas, revoltado, sabedor de que seus dias estão contados

-Seus dias são curtos, sua derrota é certa, aliás desde a cruz ele já está derrotado

-Ele é um perdedor desde o início e quanto mais para o final, mais furioso ele fica

-Aquele seu desejo de supremacia, de poder o levou a essa situação desesperadora e sem solução

 

 

SEXTA – CONCLUSÃO

-Até lá vamos precisar de muita humildade para entender os planos de Deus

-Vamos precisar de humildade para aceitar a situação desesperadora do mundo

-Vamos precisar de líderes que possam nos consolar, nos dar bons conselhos

-Nesses últimos dias de luta, os mais capacitados devem servir aos menos capacitados

-Onde surgir alguém com ideias de dominação vão surgir também problemas

-O único sistema que funciona perfeitamente é o sugerido por Deus, servir sem querer ser servido

-Seja você líder ou servo, você já serviu hoje? A quem? Ao seu EU ou ao seu próximo?

-Lembre-se: “Quem não vive para servir não serve para viver”

Os comentários estão encerrados.