Meditação diária de 15/05/2020 por Flávio Reti – Faca Ginsu 
15/05/2020
Fique por Dentro
15/05/2020

Comentários da Lição 7 (2o Trim/2020)

 Lição 07: Idioma, texto e contexto

 1.Abertura 09 a 15 de maio

Verso para memorizar: “Tomai este Livro da Lei e ponde-o ao lado da arca da Aliança do Senhor, vosso DEUS, para que ali esteja por testemunho contra ti” (Deuteronômio 31:26).

Reflexão

“Estima-se que 1,5 bilhão de pessoas não tenham nenhuma parte das Escrituras traduzida em sua língua materna. Muito ainda precisa ser feito, os esforços das sociedades bíblicas garantem que 6 bilhões de pessoas possam ler as escrituras. E que benção é estarmos entre aqueles que tem a bíblia em seu idioma!

Comentário

Muitas vezes, não damos o devido valor a esse fato, esquecendo-nos de não apenas muitos não tem a Bíblia, mas também que, durante séculos, na Europa, a Bíblia foi intencionalmente mantida longe das multidões. A reforma veio mudar essa realidade. Os que tem acesso a bíblia e a estudam com oração, recebem a plenitude de Espírito santo e conhecem o senhor revelado em suas páginas.

2-Compreensaõ das Escrituras

Verso:  Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;
2 Timóteo 3:16

A Bíblia foi escrita como um testemunho do plano divino de redimir a humanidade caída e da obra de Deus na História. Ela foi dada para nos instruir nos caminhos da justiça. O Senhor escolheu fazer isso em linguagem humana, tornando Seus pensamentos e ideias visíveis mediante palavras que entendemos.

Comentário

Sob a influência do Condutor da História, nosso Deus, temos a difusão da cultura grega por todo o ocidente e oriente médio .Essa  trouxe uma nova oportunidade, permitindo que o Novo Testamento fosse transmitido por meio do idioma universal, o grego, que era amplamente falado naquela parte do mundo nesse período.

Aplicação

Algumas pessoas não apenas têm a Bíblia traduzida em seu idioma nativo, mas possuem até mesmo várias versões dela em sua língua. Outros têm apenas uma versão e, em alguns casos, nem isso. Contudo, independentemente da versão disponível, o ponto essencial é estimá-la como a Palavra de Deus e, mais importante, obedecer ao que ela ensina.

3-Palavras e seus significados

Verso: Mostrarás fidelidade a Jacó, e bondade a Abraão, conforme prometeste sob juramento aos nossos antepassados, na antiguidade Miqueias 7:20.

Comentário

Em todas as línguas, há palavras tão ricas e profundas em significado que são difíceis de traduzir adequadamente em uma única palavra para outro idioma. Essas palavras exigem um amplo estudo de seu uso na Bíblia para a compreensão da amplitude de seu significado.

Aplicação

Mesmo que não conheçamos o significado original dessas palavras temos a boa notícia que o Espírito Santo pode esclarecer e corrigir e das os significados relevantes para a nossa experiência espiritual.

4- Repetição, padrões de palavras e significado

Verso: E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Gênesis 1:26,27

Comentário

Uma das maneiras pelas quais o escritor hebraico podia enfatizar certo atributo de Deus era repeti-lo três vezes. À medida que o relato da criação chega ao ápice da divina obra criativa, o texto enfatiza a importância singular da humanidade criada. Observe a tripla repetição do verbo “criar” em Gen. 1:27. Portanto, Moisés enfatizou que o ser humano foi criado por Deus e que também foi criado à Sua imagem. Essas verdades eram a sua ênfase.

Aplicação

Podemos entender então que quando ocorre o uso da repetição isso quer nos mostrar um com valor expressivo. É uma construção enfática que consiste em uma intensificação. Essa repetição permite ao leitor e ao ouvinte a possibilidade de ter o tema fixado em sua memória.

5- Textos e contextos

Verso: E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Genesis.

Comentário

Nas Escrituras, as palavras sempre ocorrem em um contexto. Elas não estão isoladas. Uma palavra tem seu contexto imediato dentro de uma frase; e essa unidade precisa ser compreendida primeiramente. Depois, há o contexto mais amplo da unidade geral em que a frase ocorre. Essa pode ser uma seção do texto, um capítulo ou uma série de capítulos.

Aplicação

A unidade informa ao intérprete temas, ideias e desenvolvimentos adicionais.

Isso significa que o contexto é muito importante para que um texto seja compreendido de fato com a ideia que o autor quis colocar ali no texto e não seja distorcida a sua mensagem. Daí a grande importância de sempre que estudarmos um texto da Bíblia, termos atenção ao contexto daquele texto.

6- Livros e sua mensagem

Verso: Depois destas coisas veio a palavra do SENHOR a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão. Gênesis 15:1.

Comentários.

Êxodo, Levítico e Deuteronômio foram escritos por Moisés, depois do Êxodo. Mas, visto que Gênesis é fundamental como histórico das ações de Deus da criação ao período patriarcal, esse livro foi escrito antes do Êxodo.

Aplicação.

No livro de Gênesis, somos informados não apenas sobre nossas origens, mas sobre o plano da salvação, ou o meio pelo qual Deus redimirá a humanidade caída. Esse plano se tornou ainda mais claro com a aliança que Deus fez com Abraão, a qual envolvia Sua promessa de estabelecer por meio dele uma grande nação, a ser formada por uma “descendência como as estrelas dos céus e como a areia na praia” (Gn 22:17).

Independentemente de quantas traduções da Bíblia existam em sua língua, é certo que podemos aproveitar o máximo com humildade e oração as versões disponíveis.

Elna Pereira Nascimento Cres

Professora do Ensino Superior do Unasp-HT.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.