Presente especial para os inscritos na Mega Vigília Jovem da APSO
03/05/2019
Meditação de Pôr do Sol 03/05/2019 por Wesley Domingues
03/05/2019

Comentários da Lição 5 (2o Trim/2019) por Classe ECC

Comentário da Lição da Escola Sabatina – 2º Trimestre de 2019

Lição nº 5 – Conselhos para as Famílias

 

 “Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-O em todos os teus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas.”       Provérbios 3:5 e 6

 

Alguém já disse que “se conselho fosse bom a gente vendia…”

A verdade é que é muito difícil se aconselhar quem quer que seja sobre questões familiares. Parece sempre haver uma espécie de invasão, quando alguém “de fora” tentar mostrar um caminho para quem está envolvido em alguma dificuldade. São raros os que ouvem com atenção e espírito humilde. Mais raros ainda são os que reconhecem que necessitam de ajuda…

No entanto, parece ser que, quem precisa de conselho numa situação limite ou de desespero, é porque deixou de ouvir conselhos importantes em tempos de paz e harmonia, quando a construção feliz e saudável dos relacionamentos permitia pedir desculpas, retroceder, ceder e até mesmo mudar, diante de uma opinião contrária. Que saudável esse exercício! Um ótimo indicativo de saúde mental e emocional dos envolvidos.

Provérbios é um livro de conselhos paternais. Acima de tudo ele nos faz entender que a virtude, a educação e a sabedoria para se viver uma vida plena, feliz e de sucesso nos relacionamentos, é transmitida – sem chance de passar essa responsabilidade a outrem – pelos pais, por preceito e exemplo.

Pais e mães de sucesso sabem que é seu dever ensinar os seus filhos como escolher com sabedoria, desde as coisas mais simples até nas grandes questões da vida, principalmente quando esses pais estiverem ausentes. Aí, sem dúvida, se confirma a dura e verdadeira sentença: “Paternidade/maternidade é a difícil tarefa de (em se ensinando o outro) se tornar desnecessário.”

A coerência entre palavras e ações será, de longe, a força mais convincente da verdade a ser ensinada a um filho. A falta dela será a catástrofe avisada.

Nisso, Provérbios nos lembra que o caráter dos pais são o maior e mais duradouro legado que se pode deixar em algumas questões fundamentais como:

  1. Honestidade e Uso correto dos recursos (Pv 15:27, 13:22, 27:23 e 24)
  2. Domínio Próprio e o Controle no Uso das Palavras (Pv 15:1 e 18, 16:32)
  3. O uso sábio da Disciplina e Limites (Pv 29:17)
  4. O temor de Deus (Pv 14:26)

Tão importante quanto orientar é também corrigir quando for necessário, sem medo de exercer o papel de pais. Nem sempre o que uma criança ou adolescente necessitam é de “um amiguinho”. Vão buscar alguém maior e mais forte do que eles, mas especialmente que inspirem força, verdade e sabedoria, quando se acharem pequenos demais pra enfrentar algum dilema. Os “amiguinhos” não darão conta disso.

A disciplina administrada com sabedoria e controle emocional se torna um elemento insubstituível de confiança e pode gerar um vínculo poderoso entre pais e filhos, quando aplicada sob a certeza que o disciplinado tem do amor de quem está disciplinando.

Outra questão importante é a escolha de alguém especial para a vida. Muitos fatores cooperam pra essa compreensão.

A “Fórmula Família” é algo que, por si só, vai dar o tom e revelar a razão das escolhas que fazemos. A constante observação que crianças fazem de seus pais e mães, dão a elas sua configuração de prioridades na vida.

Pais condescendentes, individualistas, materialistas, indisciplinados e passionais, formatarão indivíduos que dificilmente se submeterão a relacionamentos que exijam resignação, paciência, altruísmo e humildade. A partir daí, as escolhas, sejam quais forem, refletirão a personalidade deformada de uma eterna criança querendo ser satisfeita em seus desejos. Buscarão o prazer aqui e agora, a qualquer custo.

Por outro lado, a observação de bons modelos de referência, especialmente da figura de um bom homem no papel de pai, dará segurança e equilíbrio às escolhas que alguém faça de um companheiro (a) para a vida. Isso é verdade para filhos e filhas, mas tem um fortíssimo apelo à formação afetiva bem-sucedida de uma mulher.

Falando em mulher, tanto a “bruxa” quanto a “princesa” têm cada qual o seu histórico familiar primordial e, comumente, atrás dele, uma história que, se não justifica, explica. Histórias de relacionamentos quebrados e truncados (observados e/ou experenciados), esculpirão de modo indelével na natureza feminina resultados para a morte ou para a vida. É importante aprender isso.

A figura de uma mulher briguenta em contraste gritante com a mulher espetacular de Provérbios 31, (que também pode ser aplicada à presença insuportável de um homem grosseiro em contraste com um homem hábil e encantador) nos mostra (e garante) que qualquer ser humano reconhece o valor de uma pessoa com lindas qualidades, não somente físicas mas sobretudo de postura, atitude e caráter.

Finalmente, a família é a coisa mais próxima da configuração do Céu que se pode vislumbrar na Terra. Ou, pelo menos, deveria ser…

A maior prova do poder do cristianismo que se pode apresentar ao mundo, é uma família bem ordenada, bem disciplinada. Isso recomendará a verdade como nenhuma outra coisa o poderá fazer, pois é uma testemunha viva de seu virtual poder sobre o coração.  (Testemunhos para a Igreja, vol. 4, pg 304).

A melhor prova de cristianismo de uma casa é o tipo de caráter gerado pela sua influência. As ações falam mais alto do que a mais positiva profissão de piedade. (Patriarcas e Profetas, pg 643 e 644).

Uma família bem ordenada, bem disciplinada, fala mais em favor do cristianismo do que todos os sermões que se possam pregar. O Lar Adventista, pg 32

 

Josele Mara Paula Vizotto, médica cardiologista, é casada com Elias Vizotto há 30 anos e mãe de Giordanno e Rafaella, gêmeos de 23 anos. Juntamente com seu esposo, se dedica ao ministério do ECC – Encontro de Casais com Cristo em todo o Brasil, há 16 anos.

Os comentários estão encerrados.