Meditação diária de 18/01/2019 por Flávio Reti – Busto de Alexandre, o Grande
18/01/2019
Meditação de Pôr do Sol 18/01/2019 por Anderson Silva Claro
18/01/2019

Comentários da Lição 3 (1o Trim/2019) por Classe 3

A mensagem de Jesus às sete igrejas

Cristo tomando forma de homem viveu realidades bem parecidas com as nossas, e sendo assim se tornou o exemplo a ser seguido. Depois de sua morte e ressurreição passou a ser nosso sacerdote, a interceder perante o pai, e vemos em apocalipse o próprio Jesus ditando cartas de advertências as igrejas através da pessoa de João.  Ele exercendo seu papel de pastor, mesmo longe do rebanho, vela pelas ovelhas e as quer no Seu  caminho, longe das ciladas do inimigo.

As igrejas de;  Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia, e Laodicéia  receberam cartas ditadas pelo próprio Jesus com o propósito de alertar a todos a se manterem fieis a palavra, em meio todas  circunstâncias daqueles dias que permeava a vida dos fiéis,   dia a dia estavam  perdendo  a plena comunhão com Deus.  “ Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.”  Jo 17:15, assim Jesus orava ao Pai.

Esmirna era um centro de adoração ao imperador, Pérgamo estava  voltada ao sincretismo com o objetivo  de evitar a perseguição, faziam concessões que   os levava  abdicarem a sua fé pelas pressões externas e internas da igreja. Tiatira estava envolvida em contexto social, alguns membros participam de associações e por sua vez faziam parte de rituais imorais no templo. Sardes gozava que uma fé morta, se esvaindo e perdendo o fervor, a postura de eloquência em viver e testemunhar a palavra de Deus.  Filadélfia por sua vez restava a necessidade de se manter firme, e se reavivar,  entre todas as realidades que cercavam,  Deus haveria de levantar um povo com o propósito de enaltecer suas verdades proféticas para servir a outras nações na história. Laudicéia era uma igreja  soberba, desfocada de sua realidade e se postava de forma lenta, ou morna na corrida espiritual, pairava uma visão de que tudo estava sob controle, estava nua, mas não percebia.

  “ Eis que diante de ti pus uma porta aberta”, declara o Senhor, “e ninguém a pode fechar”   Ap 3:8 Quando lemos os concelhos dados por Jesus através do profeta João no livro da Revelação, notamos o cuidado de Deus através da Pessoa  de Jesus Cristo  relatadas pela pena de  João com o objetivo de levar os seguidores de Cristo a refletirem quanto a forma que viviam e o adoravam, e aguardavam a Sua volta. Notemos que as  sete igrejas não estavam preparadas. 

Vemos desde o começo dos relatos das escrituras, Deus buscando e alertando o povo quanto a seus caminhos e desejos. Vemos Deus levando o povo a reflexão.

“ Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” Jos 24:15

As cartas escritas por João nos fazem um alerta quanto a nossa realidade como igreja, e a nossa vida de relacionamento com Deus. Quais são as escolhas que fazemos dia a dia? E por onde nossas escolhas tem nos levado? Quais são os nossos propósitos quanto à pessoa de Jesus em nossas vidas?

Vivemos o último período das sete igrejas, portanto podemos em nossos dias ver a Jesus voltar com poder e grande glória, oremos para que isso seja um fato, e tenhamos o coração puro e aberto as investidas do Espirito Santo, e sejamos transformados pela sua graça para recebermos a maior de todas as vitórias, ver o Nosso Senhor e Salvador.

Os comentários estão encerrados.