Semana de Reflexão Espiritual (11 à 19/10/2019)
11/10/2019
Meditação de Pôr do Sol 11/10/2019 por Holanda Bueno Preuss
11/10/2019

Comentários da Lição 2 (4o Trim/2019) por Classe dos Pais

2 – Neemias

“Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos Céus. E disse: ah! Senhor, Deus dos Céus, Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com aqueles que Te amam e guardam os Teus mandamentos!” (Ne 1:4, 5).

 Parte das promessas de Deus já haviam se cumprido com o retorno dos dois primeiros grupos a Judá.

Estes grupos já haviam terminado o templo e boa parte da reconstrução da cidade, mas não tinham conseguido concluir a construção dos muros da cidade, pois os povos circunvizinhos não permitiam com medo que eles se tornassem uma nação muito poderosa novamente.

É neste cenário que Deus escolhe e capacita um homem para que se cumprissem os Seus propósitos. Este homem era Neemias.

Neemias logo no início já encontra muitos problemas, pois mesmo o templo estando pronto, ele não estava funcionando adequadamente e o povo judeu já não estava mais glorificando o nome de Deus, pelo contrário, devido ao medo e a opressão do inimigo eles estavam negligenciando a Deus.

Neemias então fez o correto, se voltou a Deus em jejum e oração com humildade, se humilhando e reconhecendo a grandeza e misericórdia de Deus.

Ele suplicou que Deus ouvisse sua oração, confessou os pecados do povo e clamou que Deus lembrasse de suas promessas de que reuniria o povo novamente se o povo seguisse as vontades de Deus e guardassem os seus mandamentos.

Durante 4 meses Neemias jejuou e orou, e quando chegou o tempo de Deus, o coração do rei e do povo já havia sido preparado por Deus para aceitar as solicitações de Neemias e ele foi nomeado governador de Judá.

Isso não livraria Neemias das dificuldades, pois os líderes das tribos pagãs a sua volta, fariam tudo para dificultar o seu trabalho. Mas Deus havia chamado Neemias e providenciaria tudo o necessário para que a sua obra fosse concluída.

Ele tinha a certeza que Deus o havia escolhido, mas isso não fez com que ele agisse de forma agressiva ou autoritária, ele sempre agia com cautela e oração.

Foi mediante a oração de Neemias que Deus preparou o Rei e o povo para enfrentarem as dificuldades que viriam e que concluíssem a obra que Deus havia estipulado.

Que benção podermos ver pessoas como nós, que quando se prontificam a viver e a servir a Deus, podem ser usados e conseguir coisas humanamente impossíveis.

(Comentário escrito por Walter Marques Schveitzer, diretor e membro da classe dos pais do UNASP – HT)

Os comentários estão encerrados.