Meditação diária de 05/04/2017 por Flávio Reti
05/04/2017
Meditação diária de 06/04/2017 por Flávio Reti
06/04/2017

Comentários da Lição 2 (2o Trim/2017) por Flavio Reti

LIÇÃO 2 – UMA HERANÇA INCORRUPTÍVEL

-Pedro está estimulando os destinatários a se fortalecerem diante dos problemas
-Eles deveriam se unir no amor fraternal e se purificarem por meio da obediência
-Porque é obedecendo que se põe em prática o conhecimento da verdade
-É praticando a verdade que a pessoa é transformada
-Essa carta de Pedro foi escrito lá pelos anos de 63 ou 64 depois de Cristo
-Destinada aos judeus dispersos pela Galácia, Capadócia, Asia e Bitínia (ver no mapa)
-Porque eles estavam sofrendo perseguição. A perseguição nasceu no apedrejamento de Estevão
-Palavras de Pedro: “Eles estavam sendo contristados por várias provações” (1:6 e 7)
-Pedro mesmo havia sido perseguido, espancado, preso, ameaçado por pregar Jesus
-E sua experiência poderia fortalecer os cristãos novos (judeus e não judeus)
-Ela fala da herança eterna e instrui sobre como se comportar em meio ao sofrimento injusto
-Tanto os judeus como os gentios convertidos ele os chama de eleitos de Deus
-Na origem eram diferentes, mas depois de convertidos, eram uma única comunidade de crentes

DOMINGO – PARA OS EXILADOS

-Com a perseguição iniciada com Cristo e os apóstolos, os cristãos novos se esparramaram
-A carta foi escrita no ano 64 no auge da perseguição dos crentes
-Lembra que no ano 70 Jerusalém foi destruída pelos romanos acusando-os de sedição
-Veja que Pedro dirige sua carta aos peregrinos da dispersão (1:1), lógico, os judeus convertidos
-E também aos gentios convertidos, porque ele os chama de “antes ignorantes” (v.14)
-Embora escrita para eles, a carta serve para nós hoje, vivendo nas vésperas da vinda de Cristo
-Pedro era autoridade para falar da vinda de Jesus, porque ele esteve pessoalmente com Jesus
-Pedro afirma: Cristo foi anunciado desde o começo, mas se manifestou agora por amor deles (v. 20)
-E nós que não podemos ver Jesus pessoalmente, podemos ler a carta e tomar alento

SEGUNDA – OS ELEITOS

-Pedro chama os crentes judeus e gentios de eleitos. Isso cria um problema de interpretação
-Com essa expressão de Pedro, alguns querem afirmar que existe predestinação
-Que Deus escolheu alguns para ser salvos e os demais para a perdição
-Mas na realidade, todos foram eleitos por Deus para a salvação
-Eleitos aqui significa escolhidos e a escolha é feita por Deus
-“Eleitos para a salvação” quer dizer que todos foram eleitos para a vida eterna
-Mas mesmo que todos foram escolhidos para a salvação, alguns não vão se salvar
-Mas por causa de sua escolha particular, fazendo uso de sua própria vontade
-É como “basta” ser brasileiro que já tem o direito de ser um candidato nas eleições
-Não quer isso dizer que ele fatalmente vai ganhar as eleições. Pode até ser escolhido candidato

TERÇA – TEMAS PRINCIPAIS

-Resumindo tudo que Pedro escreveu é a salvação por meio de Cristo
-Pra nós não é novidade, mas para os gentios era coisa extremamente nova
-Para os judeus incrédulos também. Eles cresceram vivendo a tradição esperando o Messias
-Pedro afirma que há uma herança incorruptível no céu esperando “para vós” (v.4, 5 ler))
-A mensagem dele aos cristãos novos, deve ser muito mais apreciada por nós hoje
-Exatamente porque estamos nos aproximando do fim de todas as coisas, Cristo está vindo
-Nosso mundo está de cabeça para baixo. Note algumas coisas que me lembrei agora:
-Lixo nas ruas, drogas, criminalidade, pessoas sem pudor urinando e defecando nas ruas
-Muita maldade, a polícia não dá conta da demanda, tudo é festa, é diversão, vale tudo
-E nós no meio de tudo isso temos que viver na esperança da volta de Jesus
-O diabo está às soltas, temos mesmo que ser vigilantes e sóbrios porque os dias são maus
-Há um conflito em andamento, mas ele está chegando ao fim, já está dando sinais de final de feira
-E o sofrimento, a angústia só irá se intensificar daqui para frente, isso é líquido e certo
-E qual é para nós a mensagem de Pedro (era para eles, mas serve para nós)?
-Que nossa salvação está agora mais perto do que imaginamos quando no início cremos

QUARTA – VIVENDO A VIDA DE SALVAÇÃO

-E o que é viver a salvação, se eu ainda não estou no céu?
-É viver no caminho certo, consciente de que a vida eterna já começou para quem vai ser salvo
-Pedro apresenta três motivações para viver a vida cristã:

*O caráter de Deus. Pedro diz “sede santo porque Deus é Santo”
Não é viver pelo “politicamente correto” é seguir o que está escrito e exemplificado
*Saber que Deus vai julgar o mundo. Tudo será esclarecido. A verdade vencerá
Não haverá reclamação da sentença e não haverá recurso, o juízo será justo

*Ser perdoado e ser levado para viver eternamente. Consegue imaginar viver para sempre sem preocupação, sem metas para cumprir, sem agenda, sem tédio. Só alegria e maravilhas

-A morte de Cristo não foi um acidente na história, foi um plano muito bem elaborado
-Nunca o entenderemos completamente, embora seja objeto de estudo por toda a eternidade
-O céu será um lugar de delícias sem fim, só esse pensamento já compensa se esforçar por ele

QUINTA – AMEM UNS AOS OUTROS

-O resultado de seguir a Cristo é uma vida de esperança. Pedro enfatizou isso aos crentes
-Mas não existe vida feliz nem confiança no relacionamento sem amor entre as partes
-Quem pertence a Deus, obedece a verdade e ama incondicionalmente
-Esse amor é que vai produzir a unidade e reforçar a esperança, a certeza da vida eterna
-O amor é um poder que executa maravilhas na vida do cristão. É a mola que impulsiona
-Ele previne a discórdia, suaviza o sofrimento, traz a felicidade, satisfaz o coração
-O coração em harmonia com Deus eleva-se acima dos preconceitos e provações desta vida
-Satanás planta no coração – ruins suspeitas, inveja, ciúmes, maledicência, impaciência, preconceito
-Tudo deve ser desarraigado pela presença do amor. Deus é amor está escrito em cada haste de grama
-Não basta acreditar na verdade, ela deve ser vivida. É a verdade que vos libertará

SEXTA – CONCLUSÃO

-Antes de conhecer a Cristo, judeus, gentios e nós também tínhamos uma herança maldita, o pecado
-Depois de Cristo temos uma herança bendita, incorruptível que nos aguarda no céu
-Antes da criação, Deus não nos perguntou se queríamos ser salvos, a gente não existia ainda
-Agora, existimos, e podemos tomar decisões, diferente de antes. Está nas mãos decidir o futuro
-Pessoas inteligentes tomam decisões também inteligentes.
-Os nécios pagam o preço da ignorância, da má escolha e arcam com o resultado.

Os comentários estão encerrados.